Para que serve o Verisol?

Hoje em dia há diversos tipos de colágeno cujo objetivo é para fins estéticos, como o Verisol, sendo uma substância moderna e benéfica. Mas, afinal, para que serve o Verisol? Não muito tempo atrás os colágenos acabavam não sendo aproveitados pelo organismo humano, pois era possível encontrar apenas o colágeno da categoria nativa. Isso significa que o colágeno não passava por um processo com o propósito de desnaturação. Sendo assim, as moléculas eram grandes demais e o corpo de uma pessoa não tinha capacidade de absorver da maneira correta. No entanto, nada mais é o mesmo e os colágenos atualmente são modernos e possuem o que é chamado de Peptídeos Bioativos de Colágeno. São esses os colágenos que proporcionam os resultados desejados, assim como o Verisol, que possui uma fórmula completa e exclusiva, que pode ser consulta em https://saudedamente.com.br/verisol-pdf.
Ficou curioso para saber mais sobre esse assunto? Entenda com esse artigo aquilo que você precisa saber sobre esse novo grupo de colágeno, que passou a ser chamado de Verisol. Boa leitura!

Verisol: para que serve? Entendendo melhor sobre o colágeno moderno

Primeiramente é necessário entender que os peptídeos bioativos de colágenos hidrolisado do tipo 1 é o que comumente chamamos de Verisol. Portanto, quando uma pessoa está procurando por colágeno para pele, essa pessoa está buscando pelo Verisol, que foi desenvolvido por uma empresa da Alemanha.
Esse é o colágeno que mais se encontra no organismo humano, mais especificamente:

– Na pele;
– Nas córneas;
– Nos tecidos conjuntivos.

O objetivo da suplementação com o auxílio do Verisol ou do colágeno tipo 1 é inteiramente para a beleza, ou seja, com propósito estético.

Pesquisas científicas foram responsáveis por comprovar que esse tipo de colágeno serve para:

– Diminuir as rugas e celulites;
– Provocar melhorias na elasticidade da pele;
– Melhorar o aspecto capilar;
– Auxiliar a hidratação do corpo;
– Ajudar a cicatrização e a regeneração;

– Deixar as unhas mais fortes.

Agora que você já sabe para que serve o Verisol e quais são os benefícios dele, você deve saber que esses efeitos só são conquistado se a dose diária do Verisol for de pelo menos 2,5g. Por esse motivo, verifique sempre o rótulo antes de fazer uma compra.

Qual é a origem do Verisol? Descubra o processo desse colágeno

A principal matéria prima desse colágeno vem de animal, ou seja, o colágeno não está apenas no organismo de uma pessoa. É possível encontrar esse tipo de colágeno no couro de animais bovinos e dos suínos.

Após a seleção desse colágeno, é essencial que essa matéria prima seja fragmentada em vários pedaços pequenos por meio de cientistas em laboratórios de química. Esse processo é conhecido como hidrólise.

O tratamento é responsável por dar origem ao que é chamado de colágeno hidrolisado. Esse produto é constituído por muitas micropartículas.

A ligação do colágeno hidrolisado e o Verisol

Algumas empresas, como a Gelita, possuem uma tecnologia que é capaz de fazer a quebra do colágeno que foi hidrolisado novamente. É por meio da segunda etapa que consiste em quebrar o colágeno que irá surgir os peptídeos bioativos, que é o Verisol propriamente usado para a estimulação de produção de proteína de colágeno tanto nas unhas, como na pele.

Desta forma, o segredo dessa técnica está totalmente dentro do processo enzimático. Esse processo é responsável por propiciar a divisão dos peptídeos em várias formas diferentes e é isso que torna o Verisol seja mais específico para o tratamento estético.

É assim que resultados extremamente relevantes serão proporcionados para a beleza. Bem interessante, não é mesmo?

O Verisol é um colágeno diferenciado, assim como também como é o seu processo, pois ele não é apenas hidrolisado, como explicado acima.

Quer saber mais sobre os benefícios do colágeno Verisol? Acesse o site da Biosanté, marca especializada em nutrição estética e alimentação saudável.

8 Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *