Auto sabotagem e a sina de não se achar bom o suficiente..

É inconsciente, eu sei.. ninguém quer se sabotar, ninguém quer procrastinar, ninguém quer viver preso na sina de não se achar bom o suficiente. Mas, às vezes, a gente se pega assim. Nada flui, nada acontece, parece que ficamos presos na atmosfera vendo as coisas acontecerem. Tem dias que parece que nada dá certo, dias em que parecemos não ser suficientes, dias que trazem arrependimentos e dúvidas. Tem dias que apagam os nossos sonhos, a nossa motivação, a nossa vontade. Tem dias que consomem, que te fazem questionar tudo o que você fez até aqui, e por incrível que pareça, nestes dias parece que você fez mais escolhas erradas do que boas. Tem dias que você simplesmente se entrega, seja para o cansaço ou para a procrastinação. Tem dias que te fazem questionar tudo.Tem dias que a gente simplesmente não entende. Tem dias que a gente só sobrevive torcendo para que eles acabem logo.

Eu não sei se acontece com vocês, mas dias assim são comuns por aqui. Parece que tudo que fiz não teve sentido. Parece que tudo que fiz não foi o suficiente. Quando dias assim chegam, me questiono se estou no caminho certo, porém, mais que isso, me questiono se a minha vida tem feito sentido até aqui. É como se eu tivesse mais erros que acertos, mesmo que isso seja apenas coisa da minha cabeça. Não são dias simples de serem vividos, mas são dias em que precisamos ter a consciência de que não definem quem somos, tão pouco a nossa trajetória.

No dia em que a auto-sabotagem, a procrastinação, ou a sina de que você não tem sido bom o suficiente aparecem, permita-se não se cobrar mais ainda por não conseguir se livrar de algum desses três. Mas, não esqueça de que aquilo é só um momento. O mais importante é encontrar o porque dessa auto-sabotagem, o porque dessa procrastinação, o porque dessa insegurança. Digo isso, porque no meu caso, um desses três só aparecem quando meu trabalho, minha casa ou o meu planejamento está desorganizado. Ou seja, existe um ponto chave para isso acontecer.

Quando minha vida flui, mas deixo as coisas ficaram desorganizadas, é como se uma bagunça se instalasse em mim, e isso me faz cair em procrastinação. Isso faz com que eu me sinta insuficiente em casa, no meu trabalho ou para fazer qualquer coisa. Por isso, antes de me culpar ou sentir que não consigo sair daquele momento ruim, eu sento, vejo o que posso melhorar, começo a organizar as minhas coisas e encontro meu foco novamente. Tem dias que funciona, tem dias que não, e tudo bem, também me permito viver os meus dias ruins, sem me cobrar. Todos nós uma hora ou outra, nos sabotamos, nos sentimos inseguros e paramos no tempo sem saber o que fazer. Só não deixe que a auto-sabotagem te vença, porque você é mais forte que isso. Você é capaz. Você é suficiente. Dias ruins todos nós temos, o que muda é a forma como o vencemos. Eu tenho os meus. Você tem os seus. Mas, sei que não vamos deixar que eles sobressaem os nossos dias bons!

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

34 Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *