Mudanças pelo caminho: às vezes, é preciso!

Não se identificar com algumas coisas durante o caminho não quer dizer que você não esteja no caminho certo. Suponha-se que você sempre gostou de usar delineador, e de repente, passou a não se identificar mais com aquele traço. Não é que você não goste de maquiagem ou que não irá mais usar, você apenas deixou de se identificar com uma das coisas que você usava nela, e tudo bem, há infinitas possibilidades novas que você pode testar. Suponha-se que você saiu da casa dos seus pais no interior e foi dividir um apartamento com duas amigas na capital. No entanto, com o tempo você percebeu que elas tinham manias, pensamentos e ideais diferentes dos seus e isso passou a te incomodar. Isso ter acontecido não quer dizer que você errou quando saiu da casa dos seus pais para ir morar na capital, talvez, esse seja apenas um sinal de que você deve bater as asas e explorar novos horizontes fora daquele que você já não se identifica mais. O tempo é efêmero, assim como as mudanças que acontecem em nós. No entanto, ao invés de ver essas mudanças como algo ruim, é preciso ver que é nelas que mora a chance de estarmos mais perto daquilo que acreditamos. Até no caminho certo, às vezes, é preciso mudar.

Quantas vezes você deixou de se identificar com uma pessoa que era próxima, com a rotina que você tinha ou questionou as escolhas que você fez? Quantas vezes você sem perceber, mudou a sua forma de pensar, os seus planos e passou a não se encontrar mais em coisas que você estava em sintonia antes? Isso acontece com todos nós em algum momento. Já tive amigas que eram como irmãs, porém, uma hora, a gente se desencontrou, e a nossa sintonia mudou. Já tive planos que pararam de fazer sentido, e que acabaram por dar espaço à outros planos. Já tive sonhos que realizei e sonhos que deixaram de ser sonhos. Já fiz coisas, que hoje não faria. Já agi de formas que hoje não agiria. Já me senti desencaixada em espaços que pareciam ser do meu tamanho exato. Já mudei, e torço para mudar mais infinitas vezes, porque são essas mudanças que refletem a nossa evolução.

Não desista do seu caminho por duvidar ou não se identificar com algumas coisas que aconteceram nele. Nem sempre isso quer dizer que você tenha feito uma escolha ruim, talvez você só precisa lapida-ló. Não permita que aquilo que não esteja na mesma sintonia que você se mantenha presente, é preciso manter apenas aquilo que condiz com os nossos ideais, com o nosso conceito, com o que vibra na mesma sintonia que nós. Um obstáculo, uma provação, um teste, pode aparecer na nossa vida de infinitas formas. Por isso, é tão preciso, tão importante e tão essencial, sabermos em qual frequência estamos e o que queremos para nós. Mude sempre que preciso. Reflita muito. Se conheça mais. Saiba sempre o que você quer manter perto de você. O que faz sentido. E não se esqueça, se for mudar, que seja para uma direção melhor do que a que você está.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

16 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *