Look do dia: sandália e vestido alcinha da Sotí Store

Ah, o tempo. De forma súbita, ele passa, deixando claro que ele não é tão infinito como imaginávamos. Um dia, acordamos e só pensamos em sair para brincar. No outro, estamos escolhendo qual faculdade cursar. Um dia, nosso único medo é andar de bicicleta sem as rodinhas. No outro, temos medo das contas, dos problemas que acontecem no mundo, de não ser o suficiente. Um dia, brincamos de boneca na área de casa. No outro, mal sobre tempo para cuidarmos de nós mesmos. Um dia, cozinhamos em nossa cozinha de plástico, sem pensar que no outro, isso fará parte da nossa rotina. Um dia, temos sonhos. No outro, a oportunidade de realizá-los. Um dia estamos bem. No outro, nem tanto. Assim é a vida, uma verdadeira incógnita, que todos nós queremos viver.

Se tem uma lição que tirei do momento que estamos vivendo, é que a vida pode mudar de um dia para o outro, sem aviso prévio. Algumas vezes, de forma mais rasa. Em outras, de forma mais profunda, mudando tudo ao seu redor. Nunca passou pela minha cabeça que um dia iria andar pela minha própria cidade, em plena segunda-feira às duas da tarde, e ela estaria deserta. Que um dia as lojas fechariam, e o pior, sem previsão de quando voltarão a funcionar. Que um dia os abraços e beijos seriam proibidos. Acredito que isso não tenha passado pela cabeça de ninguém, afinal de contas, até um mês através, a vida estava da forma que ela sempre foi.

Isso mostra o quanto devemos viver o hoje, porque não fazemos ideia do que acontecerá amanhã. Se dissesse isso há alguns meses atrás, poderia ser o maior clichê. Mas, nos dias de hoje, é nítido o quando devemos viver o hoje, o agora. É preciso viver da forma que temos vontade. É preciso aproveitar as possibilidades. É preciso realizar sonhos. É preciso distribuir sorrisos. É preciso colocar a sua roupa que te faz sentir bonita. É preciso amar. Tudo isso hoje. Porque o amanhã, pode não pertencer à nós.

Esse vestido conseguiu descrever três sentimentos que se interligam com o momento que vivemos. O primeiro é a incerteza de sair da zona de conforto. Nós não queremos sair, mas ao fazer isso, furamos a bolha que vivemos e nos permitimos. Apesar de sempre achar lindo, nunca tive coragem de vestir um vestido assim e me sentir segura. Mas, esse conseguiu florescer isso em mim. O segundo foi leveza, que tem sido algo tão essencial nos dias de hoje. É preciso ser leve para passar por todas as turbulências da melhor forma. É preciso ser leve, principalmente, nos momentos mais incertos. É preciso ser leve e também vestir algo que proporciona essa leveza. E sem dúvida, esse vestido faz esse papel.

O terceiro é um dos sentimentos mais especiais que uma roupa pode nos proporcionar: a segurança e a confiança de que podemos conseguir tudo o que quisermos. Quando vestimos algo que nos descreve, que faz a gente se sentir confiante, é como se tomássemos uma dose de coragem e fossemos capaz de fazer tudo o que quisermos, sem medo ou receio. E esse vestido da Sotí Store me fez sentir exatamente assim!

Apesar de ser uma peça única, esse vestido é extremamente flexível e pode ser usado de diversas formas. Como ele é uma peça mais leve e bem fresquinha, finalizei essa combinação com uma sandália da Lia Line, para manter esse conforto. Mas, ele pode ser usado com uma sandália de tira, por exemplo, que irá alongar – principalmente as baixinhas, como eu – e deixará a combinação ainda mais moderna e elegante.

Qual é seu modelo de vestido preferido para o dia a dia?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

52 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *