Look da semana: body liso, saia com aplicações e bota

Dizem que somos livres para fazermos as nossas escolhas. Dizem que somos livres para usarmos o que quisermos. Dizem que somos livres para expressar a nossa opinião. Dizem que somos livres para sermos quem quisermos ser. No entanto, não parecemos realmente livres. Se fôssemos, não seríamos julgados ao fazer uma escolha que foge daquilo que esperam de nós. Se fôssemos, não receberíamos olhares tortos ou comentários ofensivos, quando usássemos uma roupa que fugisse do padrão. Se fôssemos livres, poderíamos expor os nossos pensamentos, sonhos e ideais, sem que alguém viesse com sete pedras na mão. Somos livres de verdade ou livres desde que a gente siga as regras, os padrões, o que é habitual?

bota amora

Mariana era filha de Antônio e Fernanda, desde que nasceu seus pais projetaram que ela fosse veterinária quando crescesse. Eles faziam de tudo para que Mariana estivesse próxima deste universo, afinal, se tivesse contato com esse mundo desde pequena, certamente, faria a escolha que eles esperavam. Fernanda e Antônio, sempre falavam para Mariana que ela deveria seguir o seu coração e que aceitariam as suas escolhas, independente se elas fossem como eles queriam ou não. Ela cresceu e chegou a hora que seus pais tanto aguardavam: ela deveria escolher o que gostaria de seguir. Eles esperaram ansiosamente para ouvi-lá dizer que gostaria de cursar veterinária, mas não foi isso que Mariana disse. Seus pais ficaram revoltados ao ouvi-lá dizer que queria ser professora, não aceitaram e não apoiaram a filha.

Provavelmente, você já presenciou, ouviu falar ou passou por um caso desse. Nós não somos deixados de lado, perdemos o apoio daqueles que amamos ou somos julgados apenas quando decidimos escolher uma profissão diferente, isso acontece toda vez que decidimos seguir um caminho diferente daquele que todos escolhem. Não é errado pensar diferente ou ter uma perspectiva diferente da vida. Errado é julgar a escolha do outro. Errado é julgar a forma como o outro escolhe viver. Errado é julgar aquilo que você não conhece apenas por ser diferente do que você está acostumado.

Uma vez li no Instagram que não é porque consideramos uma coisa feia que ela realmente é. Isso é subjetivo. Nunca tinha parado para refletir sobre isso. No entanto, depois que li essa frase, pude entender ainda mais o quanto cada pessoa é um universo diferente e o quanto precisamos respeitar aquilo que foge da nossa compreensão. Não é porque a gente ama muito uma coisa que outra pessoa também precisa amar. Da mesma forma, que não é porque não gostamos de uma coisa que outra pessoa também precisa não gostar. O mundo é infinito quando falamos de possibilidades. Que a gente possa ser livre para explorar as nossas. Que a gente também saiba respeitar as escolhas e a forma como o outro escolhe para explorar as dele. Porque só assim, seremos realmente livres.

Esse look compartilha um momento em que quebrei a minha insegurança e me permiti usar uma combinação que não usaria de forma alguma há alguns anos atrás. Esse body liso – vocês já viram milhares de vezes por aqui – se tornou uma peça extremamente prática e versátil no meu guarda-roupa, ele pode ser usado com facilidade e de infinitas formas. Desse vez, o usei com a saia da Loja Happy, que tem pedrarias por toda sua frente, deixando-a sofisticada e perfeita para ser usada quando não queremos passar despercebidas. Para finalizar, usei a bota Amora da Shop-Clo, que é extremamente confortável, moderna e combina facilmente com qualquer look.

Ah, tenho uma super novidade para contar para vocês: agora nós temos uma lojinha do Minuto de Bobeira na Shop-Clo, nela vocês encontram meus 12 modelos favoritos da marca e eles estão com um preço promocional exclusivo apenas para quem comprar na nossa lojinha. Fora isso, vocês ainda podem usar o cupom de desconto ”KAILA” para ganhar 15% off em qualquer pedido do site.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

34 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *