O relacionamento que estabelecemos conosco determina como serão todos os outros

Vivia em busca da aprovação externa, porque sozinha não conseguia me aprofundar. Ouvir que era suficiente de mim mesma não era cabal, precisava ouvir dos outros para acreditar. Seguir os meus sonhos, simplesmente porque eles eram meus, não era o bastante, alguém precisava me dar aquele bom e velho empurrãozinho para que eu pudesse agir. Não me sentia confortável com a minha própria companhia. Nunca dava o primeiro passo. Mergulhava sempre em outras pessoas, ao invés, de mergulhar em mim. Engraçado como somos dependentes das opiniões alheias, como precisamos ser aceitos por alguém, como uma palavra negativa sobre nós é capaz de nos destruir por inteiro. Quando foi que ficamos tão dependentes? Quando foi que deixamos de nos bastar? Em qual momento, a gente se esqueceu que é o relacionamento que estabelecemos conosco que determina como serão os outros e não o contrário?

você deve amar a si mesmo

Engana-se quem pensa que existem aqueles que não sofrem batalhas internas. Todos nós passamos por isso. Desde pequenos, ouvimos repetidas crenças, palavras e frases que, de certa forma, nos limita e nos impede de agir de forma diferente. São conceitos que repetimos, sobre a vida ou sobre nós, porque as pessoas com as quais possuímos relações de afeto nos falaram, em vários momentos da vida, tornando-as uma verdade para nós. Quantas vezes você se sentiu egoísta por dizer ”não”? Quantas vezes você odiou o seu corpo simplesmente porque ele não é o que os outros consideram um padrão de beleza? Quantas vezes você se sentiu a pessoa mais inútil do mundo por ter mais de vinte e cinco anos e ainda morar com os seus pais? Quantas vezes você se perguntou o que tinha de errado por não conseguir ter um namorado? Quantas vezes você foi julgada por ser mulher e não querer ser mãe? Eu imagino que muitas. Infelizmente, ensinamentos vagos foram nos ensinados, e por mais vazios que eles sejam, eles fizeram parte da vida de muitos de nós. Mas isso não significa que eles sejam certos.

Se olhar no espelho e não se sentir bonita, fazer mil dietas malucas para vestir 36, baixar vários aplicativos de relacionamento no celular, querer enlouquecidamente se casar ou se sentir frustada por não saber qual faculdade cursar, nem sempre são sentimentos que vêm de dentro de você. Afinal, você pode se olhar no espelho e se sentir bonita exatamente do jeito que você é, mas você tem medo de expressar isso e ser julgada, justamente porque as pessoas só julgam bonitas as modelos das capas de revista. Você pode ter 30 anos e se sentir bem morando com os seus pais, mas tem medo de dizer isso e ser julgada. Você pode ser mulher e não querer ter filhos, afinal, quem disse que só porque você é mulher você deve ser mãe? Você pode ser o que você quiser e você não deve ter medo de expressar isso. Cada pessoa é de uma forma. Não existe apenas um molde. É preciso parar de querer se ver pelos olhos dos outros e começar a se ver pelos seus próprios olhos. É preciso entender o que realmente queremos e não se sentir pressionado a fazer diferente. É preciso entender que cada um é cada um, e que as nossas escolhas não afetam ninguém por ser diferente da escolha do outro.

ninguém é perfeito

O relacionamento mais importante que você deve ter é com você mesma, porque é a partir dele que você definirá todos os outros. Tudo bem querer ser aceito, querer fazer parte de alguma coisa ou se sentir feliz por causar orgulho em alguém. No entanto, é importante se perguntar se o que você tem feito também te faz feliz, também te deixa orgulhosa e te faz feliz por inteiro. Que graça ou sentido nossa existência tem se vivermos apenas para seguir os padrões ou para agradar os outros? Imagina chegar aos nossos 70 ou 80 anos, olhar para trás e pensar que tudo poderia ter sido diferente se fôssemos mais corajosos, se não tivéssemos vergonha de expor quem somos, se não tivéssemos receio de seguir o nosso coração. É importante pensar nos outros, se doar, ser empático. Também é importante parar e olhar para dentro, deixar ecoar as vontades do nosso coração. Você está aqui com milhões de oportunidades de ser quem você é, de buscar quem você é e de ser inteira dessa forma, podendo assim, ser uma pessoa melhor para as pessoas ao nosso redor. Pense nisso!

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

50 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *