Às vezes dar um tempo é o nosso jeito de colocar a vida nos eixos

Paciência. Para deixar acontecer, para esperar a hora certa chegar, para viver. Paciência para esperar as chegadas, para aceitar as partidas, para compreender as demoras. Paciência para deixar que tudo aconteça em seu tempo.  Queremos e queremos para agora, de preferência para ontem. Iniciamos uma nova carreira e já queremos logo ocupar um lugar de destaque. Conhecemos alguém ontem e já escolhemos o dia do casamento e a lua de mel em Dubai. Terminamos um relacionamento e já queremos que todas as feridas cicatrizem horas depois. Esquecemos que a natureza tem seus ciclos, esquecemos que o sol não nasce e nem se põe atrasado ou adiantado. Tudo tem seu tempo certo para acontecer: os começos, recomeços, términos e inícios.

Velejamos apressados pela vida, ansiamos logo o fim de semana, o fim do ano, ansiamos a cura imediata de todas as nossas dores. Mas, é preciso entender que o tempo é necessário para curar feridas, aplacar dores, colocar a bagunça em ordem. Às vezes, dar um tempo das situações é tudo o que a gente precisa para colocar a vida nos eixos. Às vezes, dar um tempo das coisas é o que precisamos para repará-las sob outra perspectiva. E isso não significa que estamos adiando a vida ou fugindo dela. Dar um tempo é apenas uma forma de se entender com as nossas entrelinhas.

Que a gente tenha sabedoria para compreender as demoras, calma para esperar as aberturas ou os fechamentos de ciclo, paciência para esperar o momento certo de cada conquista e que sobretudo, tenhamos maturidade para entender que diferente do relógio cronológico, o relógio da nossa vida não obedece a comandos matemáticos ou pré-programados. Aliás, não existe relógios para marcar os acontecimentos da nossa vida, eles seguem seu próprio curso, quer queiramos ou não. Então, que saibamos viver e aproveitar o que cada fase tem a nos ensinar, sem perder a esperança no que sonhamos, mas sem deixar de explorar o percurso que nos levará até lá.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

47 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *