Não carregue fardos que não são seus

Somos ridiculamente pequenos diante da imensidão do universo. Somos pontinhos em meio ao infinito de problemas que todos que nós amamos tem. Eu sei que você gostaria de ser a solução para todos eles, mas infelizmente, não podemos enfrentar obstáculos que não foram feitos para nós. Você não pode consertar o casamento dos seus pais, afinal, não foi você que o estragou. Você não pode solucionar todas as dívidas que o seu irmão tem, porque não foi você que as fez. Se a sua amiga se decepcionou com o namorado a culpa não é sua, afinal, quem decidiu estar naquele relacionamento foi ela. Todos nós fazemos escolhas e todos nós convivemos com elas. Se o outro fez uma escolha e ganhou um fardo por conta disso, o fardo é dele, não seu.

Faz parte de nós querer controlar tudo, o que está em nossas mãos e o que não nos pertence. Somos protagonistas e ao mesmo tempo diretores de nossa própria história, queremos dar um roteiro a cada um e criar os cenários que queremos para que cada cena se desenvolva como gostaríamos. No entanto, apesar de podermos ter esse alcance, devemos ter em mente que há muitos diretores em simultâneo, todos criando suas vidas, fazendo seus planos, projetando seu próprio filme ao vivo. O que vai fazer com que muitas histórias não coincidam, que os cenários se sobreponham e que algumas coisas que queremos viver, nas quais outras pessoas estão envolvidas, simplesmente não aconteçam.

Quando sua amiga se envolveu com aquele cara que já havia traído a esposa, que não é um bom pai e que já não a tratava com respeito, ela fez uma escolha: ela quis esse relacionamento. Você a aconselhou e isso é o melhor que você poderia fazer, se ela não ouviu e sofreu as consequências da sua escolha, isso não é um fardo seu, é um fardo dela. Se os seus pais brigaram, você não é culpada, só quem sabe o que se passa em quatro paredes são eles. Você não tem culpa de nada que não aconteceu pelas suas escolhas. Você não tem o poder de exterminar os problemas, você pode amenizar o tamanho dos danos e estar ali caso a outra pessoa precise de você. No entanto, pegar fardos que não são seus e os colocar na sua vida, é o mesmo que pedir para que os problemas entrem e façam morada na sua vida, na sua casa, no seu dia a dia.

Você pode mudar o dia daquele alguém que você tanto ama com apenas um abraço, com uma conversa sincera, com um telefonema, você pode ser tudo o que aquele alguém precisa apenas por estar presente. Você pode aconselhar, você pode conversar, mas nunca queira tomar as decisões por um outro alguém. Ainda que a gente conheça absurdamente alguém, nós não andamos com os seus calçados, por isso, não sabemos qual é a sua verdadeira realidade. Somos capazes de amenizar os danos, diminuir a imensidão daquele problema, mas quando a gente se coloca a frente e queremos solucionar algo que não diz respeito a nós, carregamos um fardo que não é o nosso e ainda não consertarmos nada.

Não adianta querer ter controle em tudo que acontece ao seu redor. O mundo não foi feito para ser controlado. O que é controle seu é apenas a sua vida. Não adianta querer assumir o peso dos outros. O que é dos outros não deve ser seu. Carregue apenas a sua bagagem.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

46 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *