5 motivos para assistir YOU, a nova série Netflix

Baseada no best-seller de Caroline Kepnes, YOU trás à tona um amor obsessivo e a linha tênue existente entre a curiosidade sobre a vida do outro e a insistência em vigiar a vida de alguém. Joe Goldberg trabalha em uma livraria e, aparentemente, leva uma vida padrão. Ele se apaixona à primeira vista por Beck, uma aspirante a escritora, e a partir daí começa a persegui-la nas redes sociais até descobrir tudo sobre sua vida. Esse suspense psicológico retrata o vício em redes sociais, relacionamentos tóxicos e abusivos e a obsessão disfarçada de paixão, YOU é o retrato cru da sociopatia.

Se para algumas pessoas a diferença entre amor e obsessão é tênue, YOU deixa bem claro tamanha distinção. Joe fica encantado com Beck logo no primeiro momento que a vê. Tudo começou quando o rapaz busca saber quem é ela, ele a procura nas redes sociais para saber um pouco mais a seu respeito, se ela estaria em um relacionamento, se mora na cidade, se tem a vida muito badalada. Em pouco tempo, o interesse de Joe se torna uma obsessão e um risco para a vida de Beck e todos aos seu redor. O que ele acredita ser amor, não passa de manipulação e controle disfarçados de paixão.

Um dos maiores acertos da série é justamente a forma como ela conseguiu abordar um tema tão sério. Embora a história pareça romantizar a neurose de Joe, na verdade, ela expõe o quão comum são esses tipos de relação. Elas acontecem sem os envolvidos se darem conta dos absurdos feitos pelas duas partes. A narração em off de Joe é essencial para sabermos mais sobre seu lado, além dos usos de rápidos flashbacks que auxilia a compreensão de algumas atitudes do protagonista.

YOU nos faz repensar sobre o quão saudável são nossas próprias relações sociais. Será que somos controlados por pessoas próximas? Será que já aconteceu e nunca reparamos? Como é possível nos desapegarmos de convivências tóxicas? Faz a gente parar e reavaliar também o nosso próprio comportamento, pois sem ajuda, costuma ser difícil entender atitudes extremas. Esses mesmos questionamentos são válidos para as redes sociais. Será que nos expomos demais? Temos uma conduta saudável no que diz respeito à exposição do lado pessoal ao público? Ao fim da primeira temporada, é impossível não refletir e indagar sobre o conteúdo da história.

O mal está disfarçado onde a gente menos espera. Joe possui uma neurose patológica, sabemos que suas atitudes são erradas e criminosas e mesmo assim, sentimos simpatia por sua pessoa. Isso é mérito do bom trabalho de Penn Badgley. Por vezes, chega a ser fofo certas coisas que ele faz pela Beck. E para piorar o cenário, o carinho e preocupação que Joe tem com Paco é para derreter qualquer coração. No entanto, quando quase acreditamos em suas boas intenções, a série faz questão de nos trazer de volta para a realidade, na qual, embora Joe nos engane no começo, sabemos que ele é o verdadeiro mal.

Em apenas dez capítulos, You conseguiu expressar perfeitamente como precisamos ser cuidadosos. Somos todos curiosos e exibidos e a internet facilitou essa espionagem e exibição. Só que nem todo mundo ficará feliz com a nossa felicidade, nem todo mundo comemorá nossas conquistas, nem todo mundo estará ao nosso lado quando precisarmos. Seja prudente ao compartilhar a alegria e a tristeza, seja cauteloso ao expor seus planos e vitórias. Já disseram que a inveja tem olhos grandes, e na dúvida, melhor acreditar. Vibre, seja feliz, comemore. Mas não seja vaidoso com seus ganhos. Ao contrário, descubra que a discrição pode te proteger e te resguardar.

Não tem como romantizar a série YOU. Não tem como encontrar explicações cabíveis para o comportamento de Joe. Violar a privacidade de alguém não é amor. Em nome do ”amor” e do ”cuidado” muitas coisas ruins são praticadas e a gente não pode considerar isso normal. O maior motivo pelo qual você deveria assistir YOU é rotineira possibilidade de nos depararmos com situações parecidas em nossa vida, o pior é que quando isso acontece, não percebemos e ainda pior é que isso pode acontecer da onde a gente menos espera. 

Vocês já assistiram essa série? Qual foi a lição que conseguiu tirar dela?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

96 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *