Jeans destroyed: saiba como rasgar e desfiar seu jeans em casa

Há pessoas que destroem tudo por onde passa, e tem outras, como eu, que preferem destruir todas as roupas do guarda-roupa. Desde pequena, pegava as camisas jeans da minha mãe e as transformava em coletes, as calças em shorts e tem outras que prefiro nem comentar sobre o resultado. Minha mãe não ficava nada feliz, mas esse hábito insistiu em permanecer em mim. A customização, assim como o estilo hippie, surgiu da necessidade de impor atitude e personalidade ao modo de se vestir. No Brasil, a customização teve início na década de 90 e desde então é um verdadeiro sucesso. Essa personalização pode ser feita com bordados, pinturas, spikes ou da minha forma favorita: criando rasgos e os desfiando, criando peças destroyeds.

Peça chave das últimas temporadas, o jeans destroyed conseguiu conquistar famosos e fashionistas de todo o mundo. Criar uma combinação despojada, moderna e um visual super cool com ele é simples. O melhor é que você não precisa gastar nada para ter essa tendência no seu armário, uma calça desgastada pelo tempo de uso, uma tesoura, uma caneta e uma pinça são suficientes para você transformar os seus jeans velhinhos e criar looks modernos e descontraídos.

Minha primeira aventura na customização de uma calça foi há alguns meses atrás, quando peguei uma calça skinny preta que tinha no guarda-roupa e fiz rasgos no joelho, o resultado ficou tão perfeito que logo depois publiquei um look que fiz com ela e não a tirei mais do corpo. Depois disso fiz novas customizações, uma delas foi em uma calça flare que tenho que rasgou no joelho por conta do desgaste e que me inspirou a torna-la ainda mais moderna e criativa.

O primeiro passo para fazer essa customização é escolher a calça jeans. Se você tem aquela antiguinha, esquecida no guarda-roupa, melhor ainda. Por ela já estar bem usada, as fibras estão mais vulneráveis, o que facilitará na hora de fazer o desgaste. Depois que escolher a calça jeans, faça marcações com uma caneta nos locais que você pretende fazer os rasgos. Este passo é muito importante para que eles fiquem profissionais e não fiquem tortos. Em seguida, coloque a calça jeans sobre uma superfície lisa e já é hora de começar.

Você pode cortar as marcações com uma tesoura e desfiar com uma pinça, ou então, lixar a calça jeans com essas lixas que compramos em lojas de material de construção. Com a lixa é mais simples de fazer e o resultado fica mais natural, mas se você só tem em casa uma tesoura, não tenha medo de se arriscar – inclusive foi com uma que customizei essa calça. O ponto ideal do lixamento é quando as fibras brancas começam a aparecer. Já o do corte com a tesoura, é ideal que você faça dois cortes e em seguida, puxe as linhas azuis com a pinça, até alcançar as fibras brancas.

Para finalizar sua customização e dar ao seu destroyed aquela impressão de que ele sempre esteve naquela calça jeans, basta lava-lo normalmente. Incrível como um detalhe transforma uma peça por inteiro. Sempre tive dificuldade para usar essa calça, mesmo sendo uma peça básica, qualquer combinação que criava parecia ser sem graça. Depois do destroyed, consigo usa-la com mais facilidade e sinto que hoje ela se identifica muito mais com o meu estilo.

Para fechar essa combinação com chave de ouro, usei duas peças que chegaram recentemente no meu armário e que já me conquistaram por completo. A primeira é esse cropped xadrez – que é uma estampa que sempre tive dificuldade para usar – que tem um nó como detalhe, da Loja Instiga. Olhando assim ele parece ser uma peça comum, no entanto, a qualidade do tecido e o caimento da peça fazem a diferença e são capazes de transformar qualquer look com modernidade. O segundo é essa sandália linda da Domidona, que já não tiro mais do pé. Além de ser um modelo tradicional que combina com tudo, ela é extremamente levinha e trás uma segurança enorme para quem não é acostumado a usar salto.

Vocês já fizeram algum jeans destroyed em casa? Como ficou o resultado?

Espero muito que vocês tenham gostado, um super beijo e até o próximo post!

54 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *