Ei, não se misture com quem você não seria!

Se chegarmos ao final do dia e fizermos um balanço do tempo que perdemos com pessoas desnecessárias, ficaremos atônicos. Em meio as atribulações e responsabilidades, tanta coisa precisa ser enfrentada vida afora que deveria ser proibido perder tempo e energia com dissabores provocados por pessoas que não estão incluídas em nossa jornada. Manter o equilíbrio, nesse contexto, é uma tarefa heroica, pois acumulam-se, em nossos caminhos, lixos que não são nossos. Desde que percebi que o que as pessoas pensam, dizem ou expressam sobre mim não muda a minha realidade, realidade essa que apenas eu conheço verdadeiramente, entendi que ninguém é capaz de mudar a minha história, o meu caminho e a minha essência, a não ser que eu permita.

Em nossos dias moram as coisas boas, o sorriso acolhedor, as palavras de afeto, um vento suave sob o sol. Há pessoas boas por aí e perto de nós, que ajudam, gostam de verdade, sem se negarem à reciprocidade. Pequenas bênçãos nos são concedidas, cotidianamente, desde o momento em que abrimos os olhos de manhã, até durante nosso sono tranquilo pela madrugada. Por outro lado, existem as pessoas amargas, maldosas e violentas.

Uma coisa é sua vida ser dura, você ficar de mau humor, mas tentar se resolver, outra coisa é ficar culpando o mundo e agredir a quem quer que seja por causa dos seus problemas. Uma coisa é opinar e defender uma causa, outra coisa é ofender qualquer um que pensa de forma diferente. Muitos indivíduos perderam a noção mínima de respeito e ultrapassam quaisquer limites, para impor seu ponto de vista, e é nesse momento, que a gente não deve se misturar com quem não compreende as nossas verdades, as nossas visões de mundo, as nossas essências.

Não se misture com quem faz piadinhas desagradáveis sobre você, rindo amigavelmente na sua frente e, muito provavelmente, continuando a sorrir com desprezo na sua ausência. Com gente cuja própria vida é o único foco de suas conversas, que se acha melhor do que todos, até mesmo diminuindo o outro para se sentir mais importante. Não se misture com quem não ouve, nunca escuta, apenas sabe falar sobre si mesmo. Com gente que desconhece limites entre humor e ofensa, que ironiza assuntos sérios, subestimando a vida de qualquer um que passe por perto. Não se misture com quem não tem capacidade de amar, de se doar, de compartilhar.

Não se misture com quem é frio, insensível, com quem não se abala com a dor de ninguém. Com gente que não consegue se colocar no lugar do outro, que sempre acusa as pessoas de serem culpadas por suas próprias misérias, que nunca será capaz de admitir que erra, que machuca, que é minimamente humano. Não se misture com quem não torce por você, com quem nunca recebe seus sonhos sorrindo, com quem subestima tudo o que você é. Com gente que espera sua derrota, que aguarda seu deslize, que tem certeza de sua queda. Com gente que só quer receber, ganhar, ser o centro do universo. Gente que não sai do círculo do próprio umbigo, não estende a mão, não  oferece ajuda, não se importa com o que não está dentro de si.

Se sentir inteiro não é bicho de sete cabeças, é viver o que mora em nosso coração, sem precisar fingir perto dos outros. Não precisamos de máscaras quando nos encontramos em nosso meio, junto a nossa gente, ao que vibra em sintonia com nossa alma. Ninguém merece sufocar sua essência perto dos outros. Ninguém merece ser o que não é apenas para ser aceito. Ninguém merece se esconder atrás de uma mentira, apenas por não conseguir ser quem realmente é no meio em que vive. Não se misture com quem sufoca, nem se for para ficar na melhor companhia do mundo: somente com você mesmo.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

50 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *