7 verdades sobre a felicidade que você precisa saber

Eu sempre fantasiei uma vida com acontecimentos programados e felizes. Eu sempre imaginei que todos os meus finais seriam perfeitos. Mas aprendi que nem todos os poemas vão rimar, que algumas histórias não têm um começo, um meio, e um fim. Aprendi que nem tudo acontece da maneira que eu gostaria. E aprendi também que a magia da vida é essa, saber reconhecer as pequenas alegrias e entender que ser feliz não é um estado de euforia, como os livros e jornais estampam, ser feliz é ter a certeza de que a vida vale a pena apesar de toda circunstância, é aquilo que mora no além do sorrir, que vai além de materialidade e do que os olhos podem ver.

Muito se fala sobre felicidade, e quanto mais é comentada, parece que se torna ainda mais abstrata. Em um mundo de efemeridades e de fluidez, a busca pela suposta felicidade se tornou quase uma jornada heroica ou mitológica. Mas não é bem assim. O conceito, debatido por filósofos, pensadores e por pessoas comuns, é algo muito sutil e pleno, e principalmente, mais fácil de alcançar do que se imagina.

Ser feliz depende prioritariamente de você. Quantas vezes você já ouviu alguém dizer que só seria feliz depois de se casar, depois de encontrar alguém que a fizesse feliz ou que só seria feliz quando conseguisse adquirir uma casa? Ou então, quantas vezes você mesma já não disse algo do tipo? Acontece que a responsável por sua felicidade é exclusivamente sua – não está em ninguém, em nada ou em uma situação.

Felicidade não se busca, se vive. Muita gente fala que busca a felicidade, como algo distante e externo, e deixa de vivê-la como algo possível e concreto.

É possível inspirar momentos de felicidade. Quando você achar que não está conectado com a sua felicidade, lembre-se dos gatilhos que podem inspirar e cultivas momentos – uma música, rir de uma situação engraçada, tirar um momento de relaxamento e cuidados de si, fazer compras, estão entre as coisas que você precisa recuperar a cada dia, de forma a viver melhor. Descubra estes gatilhos e acesse-os sempre que quiser.

A felicidade vem de dentro. Há muitas concepções de felicidade, que depende da cultura e até mesmo da perspectiva de quem se detém em refletir sobre ela. Mas muitas religiões, áreas do conhecimento e filosofias afirmam que a felicidade vem de dentro/está internamente a cada um, e depende das motivações pessoais e do que a pessoa entende por felicidade.

A felicidade é uma troca. Você não é responsável pela felicidade dos outros, mas você pode contribuir para que os outros sejam felizes e nem sempre precisa oferecer algum objeto ou ajuda. Basta que você esteja feliz e contagie quem estiver ao seu redor.

Para ser feliz é preciso buscar um equilíbrio. É importante buscar equilíbrio entre o passado, presente e futuro, sem ficar preso a eles. Cada momento tem um significado e um peso, e não se pode estar preso a eles. Ou seja, para ser feliz, você precisa resolver o que te deixou rancoroso, criar novas e boas expectativas para seu futuro e cultivar gratidão pelo passado e presente.

Dinheiro nem sempre significa mais felicidade.  É claro que o bem-estar tem forte relação com o dinheiro, porém, a felicidade não está inteiramente ligada a moradia, conforto, alimentação e segurança. Você pode ter tudo o que o dinheiro pode comprar e mesmo assim não se sentir feliz, da mesma maneira que você pode não ter tudo o que você quer e ser feliz por inteiro. Existem infinitas coisas mais importantes que a materialidade, quem somos, o que sentimos e os momentos que tornar a nossa vida tão extraordinária, são um exemplo disso.

A felicidade é intermitente, mas pode ser contínua conforme consiga manter o seu equilíbrio. Você, como todas as pessoas terá dias tristes e momentos que serão verdadeira provação, e nem por isso deixará de ser feliz. Isso faz parte da vida. O que faz a diferença é a forma como encara os seus desafios.

Ei, conta para nós: o que é felicidade para você?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

50 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *