10 coisas que você faz por conta da sua ansiedade e as pessoas não percebem

Eu não estou ansiosa, eu sou ansiosa. Está é, basicamente, a minha resposta diária para todo mundo que pergunta:  com o que tanto você está ansiosa? Ser ansioso é estar ininterruptamente com a cabeça apreensiva, quer tenham motivos para isso ou não. É sofrer duas vezes quando de fato algo ruim acontece. Mas também antes de acontecer, apenas pela pequena possibilidade de que, talvez, quem sabe, por acaso, aconteça. Ser ansioso é ter medo do futuro o tempo todo e, por isso, não conseguir seguir até ele. O relógio interno que temos funciona diferente do resto do mundo. Não é simples estar à mercê do acaso, ainda mais quando o desconhecido é tão apavorante, diria que é como viver em uma tempestade mesmo em dias de sol.

Infelizmente, ainda nos falta uma cultura que entenda o quanto a ansiedade pode chegar a um nível debilitante. Precisamos falar sobre situações que são complicadas e limitantes para quem sofre. Saiba quais são os dez hábitos comuns das pessoas ansiosas, mas quem está ao redor não percebe que seja por conta de momentos de ansiedade.

Recusar convites quando você realmente gostaria de aceitá-los, não importa o quanto você estava animado antes para encontrar aquele amigo, quando o dia realmente chega, só te é possível dizer não. Você não quer ser um peso para ninguém, então a sua melhor escolha é desmarcar.

Ficar obcecado por coisas que ninguém se importa, você entra numa onda de obsessão, seja com aquela conversa que tem dias atrás, ou com a maneira como alguém te olhou na semana passada. Talvez esteja pensando demais numa mensagem que seu namorado não te enviou, preocupando-se se mandar um “oi” irá perturbá-lo. Seja o que for, é difícil para pessoas não-ansiosas te entenderem porque não estão afetadas como você está.

Você constantemente teme que o pior aconteça em todas as situações. Antes de encontrar alguém, você se convence de que tudo será um desastre. Se vai viajar, pensa nos acidentes. Quando acaba adoecendo, entra em pânico com o fato de que há algo muito errado contigo. São listas de coisas que parecem bobagens, mas para você são medos reais.

 As conversas que você teve jamais acabam na sua cabeça. Você busca evitar o confronto, pois isso piora sua ansiedade. Quando há uma discussão ou até mesmo uma conversa adorável para a outra pessoa, na sua cabeça tudo está sendo investigado minuciosamente em busca de um motivo para te fazer se sentir mal. Isso pode te devorar por dentro, mas lembre-se:  tudo isso é a sua ansiedade.

Você fica ainda mais preocupado consigo mesmo se alguém pergunta se está tudo bem. Durante um ataque se alguém te pergunta se está tudo bem e mostra alguma preocupação, isso algumas vezes piora sua ansiedade. É claro que fazem por bem, querendo te ajudar. Porém na sua cabeça nesse momento você imagina que “se eles estão perguntando se estou mal, é porque estou terrivelmente mal mesmo a ponto de nem disfarçar.” Mas quem disse que você precisa de um disfarce?

Você se sente culpado quando alguém não responde imediatamente. Seja seu melhor amigo ou alguém pouco importante, é muito estressante quando não te respondem. Geralmente pessoas que não são ansiosas, ligam pouco para isso. Mas contigo, caso não te respondam sente que a culpa é sua. Você sente como se tivesse feito algo muito errado, mas às vezes só está conversando com alguém preocupado com outras coisas.

O futuro é o seu maior gatilho. Por isso, odeia quando as pessoas te perguntam sobre os planos para o ano. Seja terminar um curso semestral ou a faculdade, tudo que requer pensar no amanhã te parece assustador. É ruim quando  outras pessoas estão falando sobre o futuro delas, pois isso te faz sentir incapaz de conquistar coisas relevantes.

Você constantemente compara sua vida com as de outras pessoas da sua idade. No feed do seu Instagram várias pessoas da sua idade estão conseguindo o emprego dos sonhos, o carro do ano, indo à festas todo fim de semana e isso te deixa muito mal. Mesmo sem querer se comparar com os outros, sua ansiedade te retirar o melhor que há em ti.

 Você repete todos os seus erros e gasta mais tempo remoendo isso do que refletindo numa solução. Um erro no trabalho ou na faculdade, pronto. Isto irá arruinar vários dias seus. Você se esforça bastante para fazer tudo certo, mas quando envia acidentalmente algo, esquece de um detalhe no que está fazendo e é alertado disso, sofre. Porque a sua reação aos seus problemas geram problemas na sua cabeça ainda maiores.

Em alguns dias você fica exausto demais para sair da cama. Existem dias que a sua ansiedade está muito maior. Você não consegue fazer outra coisa a não ser ficar deitado e chorar. O mundo parece demais e talvez o melhor seja tirar uns dias de descanso. A ansiedade pode de fato debilitar alguém tanto quanto qualquer outra doença. Apesar de muitas pessoas não entenderem (como não entendem sobre diversas outras doenças), você sabe que precisa de ajuda profissional.

Se você se identificou com esses tópicos, procure um psicólogo o quanto antes. Ter uma saúde mental equilibrada é tão importante quanto respirar. E independente do tipo da sua ansiedade, você poderá contê-la e terá uma vida muito mais tranquila e feliz!

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

52 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *