Preciso deixar de comer tudo o que gosto para emagrecer?

Eu sei que daqui a pouco surgirão outras tendências de moda. Sei que as músicas que tocam hoje no rádio, não serão as de amanhã. Sei que mudanças surgirão na minha rotina. Sei, também, que fatores conquistarão os meus sorrisos e outros, o meu fracasso repentino. Sei que o tempo vai passar, o relógio vai girar. Eu sei que algumas coisas perderão o sentido, e outras serão reconhecidas. Sei que posso emagrecer ou engordar. Coisas vêm e vão, e a gente nunca sabe em que se fixar. Quando quis seguir uma alimentação regrada foi assim, vivia na corda bamba. Ficava horas pesquisando sobre o assunto e em cada site lia uma coisa, haviam aqueles que diziam que o carboidrato não era o vilão, outros diziam que era, outros indicavam os produtos lights, outros não, haviam aqueles que diziam que para emagrecer era necessário comer apenas proteína, frutas e legumes, e outros diziam que não precisamos nos abdicar de nada para emagrecer. Mas se cada um diz uma coisa, como saberemos o que é certo e o que é errado? Será que existe certo ou errado na hora de se alimentar?

O que é errado para mim, pode ser certo para você. Somos donos de metabolismos diferentes, comidas favoritas distintas, metas divergentes. No entanto, se você quer seguir uma reeducação alimentar para ter uma qualidade de vida melhor, para perder peso e se sentir bem consigo mesma, terá que entender que você não precisa abandonar as coisas que mais gosta de comer para conseguir perder peso. O segredo esta em saber dosar os alimentos que te dão prazer com os alimentos que são necessários para o seu corpo. Claro que isso não significa que os alimentos que são necessários para o corpo não vão ser de fato prazerosos para você, de maneira alguma. Na verdade, esse é o segredo da longevidade da dieta, ela deve ser composta por alimentos que te agradam ou você não vai conseguir seguir o plano alimentar.

Quando decidimos mudar a primeira coisa que fazemos é cortar tudo aquilo que gostamos de comer, e aderimos uma alimentação extremamente restritiva que dura no máximo um mês. Você não vai conseguir viver a vida inteira sem comer seu chocolate favorito, uma pizza ou um fast food. Então, não adianta elimina-los temporariamente da sua alimentação, você precisa apenas aprender a consumi-los com equilíbrio, e saber que não é porque você os consome que você não vai alcançar os seus objetivos.

Eu amo massas, o que eu posso fazer então para diminuir o impacto deste tipo de comida em meu hábito alimentar? 

Você poderá substituir um ingrediente por outro mais saudável, ou seja, troca-se o menos saudável pelo mais saudável. Um exemplo disso está no preparativo de uma lasanha, que você pode trocar a massa por abobrinha, o sabor delicioso ainda ficará preservado como se fosse utilizada massa. Use farinha integral ao invés da farinha branca, quando sentir vontade de comer chocolate opte pelo meio amargo. São nas pequenas escolhas que moram os grandes resultados.

Se sentir vontade de comer chocolate, apenas coma o chocolate que você estiver com vontade. Quando você se priva de comer alguma coisa que gosta porque você está em uma reeducação alimentar, logo sentirá um ataque de gula. Coma pequenas porções daquilo que te deixa feliz, isso ajudará a diminuir ansiedade e vontade descontrolada de comer. É mais simples comer um tablete de chocolate quando estiver com vontade, do que uma barra inteira depois.

Quando você não abre mão de nada por conta da reeducação alimentar, aquela autocobrança fica menor e você consegue seguir mais facilmente esse novo estilo de vida. Quando comecei a reeducação alimentar me permiti manter alguns alimentos nas minhas refeições e isso fez toda a diferença, por exemplo, amo tomar café e comer torrada no café da manhã, então apenas reduzi a quantidade que comia para a metade. Se comia quatro torradas, agora como duas e assim por diante. Outra coisa que me ajuda muito é conhecer novos alimentos, todos os dias estou testando receitas diferentes e ampliando as variedades do meu cardápio, antigamente por exemplo, não comeria panqueca feita com farinha de trigo integral e aveia e grão de bico como salada, hoje são coisas que amo.

Não se esqueça que: se você quer emagrecer deve comer menos calorias do que aquelas que são queimadas durante o dia, por exemplo, se seu corpo queima 2.500 calorias por dia, você deve consumir apenas 2.000 calorias. Se você quer manter o seu peso, você deve comer a mesma quantidade de calorias queimas, se queima 2.500 você pode comer 2.500. E se você quer engordar, você deve comer mais calorias do que as que são queimadas – e se você está engordando e não quer, é porque você come mais do que você elimina do seu corpo.

Você pode mudar para uma dieta diferente das outras que possam te deixar com fome, uma que te restrinja menos e te faça sentir bem ao saborear comidas que gosta. Obtenha autocontrole e evite impulsos que não queira ter. Para que você consiga perder peso comendo de tudo, você tem que garantir que vai controlar os seus impulsos alimentares. O que quero dizer é que você vai sim, ser livre na escolha de comer apenas o que gosta, só que você deverá ter o controle de uma frequência diminuída e uma quantidade bem mais inferior do que se comia habitualmente. Se sua vontade é comer uma pizza, sirva-se apenas de uma fatia, por exemplo. Ou seja, você pode comer tudo que deseja, é só não exagerar na quantidade.

Ei, conta para nós: o que você não consegue ficar sem comer e qual a maior dificuldade que você tem para seguir uma reeducação alimentar?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

84 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *