Livre-se do erro de não se aceitar como você é

Costumava ser aquela que passava despercebida nos corredores da escola, que usava a mesma calça jeans e tênis que todo mundo usava para não atrair nenhum olhar. Era aquela que não andava com os populares. Era aquela que guardava tudo dentro de si. Me sentia errada o tempo todo. Me sentia insuficiente. Me sentia boba. Sentia que meu cabelo não era bonito, que meu jeito de andar era destrambelhado e que tudo que usasse ou falasse poderia ser motivo para julgamentos. Tentava ser o que eu não era. Até que eu quis fazer parte de mim, deixei de fazer comigo mesma o que eu tinha medo que fizessem comigo: rejeitar. Entendi que o mundo só se torna cruel se a gente aceitar suas crueldades, que a maldade das pessoas só afeta se a gente sugar o veneno, que as pessoas irão dizer se você fazer, e se você não fazer, falarão da mesma maneira. Se elas quiserem olhar, tudo bem. Se elas quiserem falar, tudo bem. Desde que elas estejam vendo o que realmente somos.

Dentro de mim ainda vive a menina insegura, que chora, que tem medo da solidão e de tantas outras coisas.. e tudo bem. Porque encontrei a menina que ama o que ela é, que se preenche de si todos os dias e que aprendeu se aceitar como ela realmente é. Antes me preenchia do que os outros queriam ver. Usava o que os outros não julgavam. Em meu cabelo fazia o mesmo penteado que a maioria das meninas usavam, minha maquiagem era a mesma que as outras pessoas usavam, minhas roupas também seguiam a mesma linha, tudo para estar dentro dos padrões. Lutar contra as minhas limitações foi falho, somente quando as aceitei e as acolhi pude me curar. Afinal, essas partes que vivem em nós e nos dizem que não somos suficiente só precisam de amor e é isso que devemos dar, até que essas sombras se tornem luz. Luz essa que vive dentro de todo mundo.

Quando você sente a sua luz você entende que veio até aqui por algo muito maior. Ela não te deixa parar de sonhar com as coisas impossíveis, ela te permite dizer tudo o que não foi dito até agora, ela te mostra quão linda você é e faz você ver que você pode mudar o mundo, se não for o de todos, pelo menos será mudado tudo aquilo que está ao seu redor.

Dentro de mim, uma voz dizia que eu poderia ser quem eu quisesse ser. Mas, dentro de mim também morava uma insegurança que me dizia que eu não era capaz de ser tudo aquilo. Quando comecei usar as roupas que me identificava, o cabelo preso ou uma maquiagem escura – coisas que não fazia antes, percebi que dentro de mim vive alguém que nunca pensei que existia. Poucas coisas são raras na nossa vida e o sentimento de libertação é uma delas.

Sabe quando tiramos infinitas fotos para salvar apenas uma? Isso não aconteceu nessa sessão de fotos. Me vi tão eu, me vi querendo ser tudo aquilo que esperei anos para ser. Meus aliados? Um vestido preto básico que todo mundo deveria ter no armário da Rocket Camisetas, uma camisa jeans que estava guardada a meses no meu armário, a bota Lana da Damannu Shoes, e para fechar com chave de ouro a bolsa de couro da Arzon.

Essa menina que vivia dentro de mim, existe dentro de você e anseia para que você a conheça. Permita que ela mostre suas qualidades, seus sonhos e tudo aquilo que ela guarda dentro de si, conheça uma nova versão de si mesma. Essa vida é passageira, cada segundo perdido é uma eternidade. Não espere ter trinta, quarenta ou oitenta anos para perceber que você pode ir além. Faça isso hoje. Faça isso agora. O mundo precisa te conhecer.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

54 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *