Seu propósito de vida é mais simples do que você pensa

Será que o objetivo da vida é viver? Qual será o meu propósito de vida? Qual é o seu propósito de vida? Desde a infância as pessoas são ensinadas a procurar outras pessoas para se guiarem. As normas sociais são uma parte importante da infância. Você imagina como deve agir em relação aos outros, mas, o problema começa quando você estende esse processo e inclui algo tão pessoal quanto o propósito da sua vida. Pessoas ganham nossa confiança e a capacidade de nos ajudar a encontrar nosso real propósito. Mas, a maioria das pessoas, mesmo as bem intencionadas, escolhem nos colocar dentro de compartimentos que fazem mais sentido para elas. Para ganhar a aprovação delas, você se dispõe a entrar dentro do compartimento. Para manter a aprovação delas, você aprende a negar seguidamente quem você é. Você passa a viver no roteiro de outra pessoa. Acontece que seguir um percurso que não é seu, te leva para longe de quem você realmente é, e nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir.

Você hesita, o medo de errar o paralisa. Mas, pior do que escolher errado é não poder escolher. É habitual não encontrar o sentido na vida quando se está condicionado pelo mundo. Entretanto, de verdade, a sua escolha você já sabe qual é, você nasceu sabendo, embora tenha se esquecido temporariamente. Nossa sociedade reduziu o sucesso a uma lista de itens a serem preenchidos: forma-se no colégio, conseguir um companheiro, ter filhos, sossegar num caminho profissional bem definido e permanecer ali até que os cheques da aposentadoria comecem a chegar. Esse caminho bem costurado coloca as pessoas na direção do conformismo, não do propósito. Estamos tão ocupados evitando medos auto-impostos de não sermos suficientes, criativo o suficiente, bonito o suficiente, em um emprego bom o suficiente, que raramente nos questionamos se estamos felizes e satisfeitos com a vida que levamos. Encontrar seu propósito tem a ver com ouvir essa vontade interior.

O ponto é que há que se desmistificar a ideia de que o propósito de vida é um segredo trancado a sete chaves em um lugar tão profundo que você precisa passar uma vida inteira velejando nessa descoberta. É bem mais simples que isso. Você encontra seu propósito de vida quando para de se perguntar ”o que vou ganhar com isso” e passa a enxergar o que você pode dar ao mundo. Quando você trilha o seu próprio percurso, você encontra o seu propósito: ser quem você é, simples assim, sem floreios ou receios. Não é tão complicado, você só precisa simplificar-se.

Seu propósito de vida deve ser você. Quando você descobre quem é e expressa a sua verdade, acontece um despertar. Você fica mais conscientes dessas camadas e condicionamentos que não são seus e não lhe representam. Percebo que as pessoas ficam receosas sobre qual é o seu propósito, e isto não deveria acontecer, o propósito de vida de cada um é tão simples, é apenas ser você mesmo e ser feliz. E o secundário, que é fazer o que você gosta, está alinhado a isto. Ao descobrir quem você é de verdade, passa a ter menos medo. O que as pessoas vão falar não importa. Então você aprende a dizer não. Em geral, não conseguimos dizer não por medo de decepcionar o outro, e também pelo mal-estar de achar que, ao recusar, estamos perdendo alguma coisa. Mas, quando você sabe o que é e o que quer, se torna capaz de dizer não com liberdade e entende que isso é essencial para não tirá-lo daquilo que ama. Um não necessário é um sim para você.

Neste propósito não vamos agradar a todos. Quando a gente quer se expressar, precisamos abraçar a vulnerabilidade. É muito melhor agradar quem tem a ver e quem vai gostar de você por ser quem você é. Não quero pessoas que gostem de mim pela roupa que estou usando ou pelo cargo que tenho. Porque amanhã posso não ser isso. Quero alguém que goste da minha essência. Eu mesma quero me apaixonar pelas minhas profundezas e navegar por aquilo que realmente sou. Sem medo, sem perguntas, sem pressão. Apenas seguindo aquilo que já nasceu comigo e que é tão distinto de toda pessoa. Entre viver dentro do universo do outro e criar cada centímetro do seu próprio universo, o que você escolhe?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post.

40 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *