Avião, carro ou ônibus: qual o mais econômico para viajar?

Velejamos em um mar limitado de coisas impares: os mesmos assuntos, as mesmas roupas, compromissos, comidas, percursos, pessoas e hábitos. Não há nada pior que viver repetidamente, viver na capital e explorar apenas o seu bairro, é igual a nada no fim das contas. Por quê existiria um mundo tão imenso, formado de espaços tão extraordinários que instigam tudo o que já foi visto antes, de pessoas tão distintas, de assuntos tão vastos, se fosse para vivermos sob o mesmo metro quadrado por toda nossa existência? Mário Quintana dizia que viajar é trocar a roupa da alma, e como discordar? Poucos minutos em um lugar novo são suficientes para termos refletido sobre novos assuntos, para querermos explorar uma culinária diferente ou uma roupa deixada no nosso armário. Mudam-se os horizontes e nossa maneira de enxergar e valorizar o mundo.

Quando o assunto é viagem, há quem prefira a rapidez e praticidade de um avião, e outros que não trocam a estrada por nada, considerando o caminho percorrido como parte importante do passeio. Há ainda quem tenha fobia de avião e escolha viajar de ônibus, por exemplo. Preferências à parte, qual será a forma mais viável de viajar? De avião, carro ou ônibus? Essa resposta depende somente dos seus planos. Além da distância e do número de viajantes, são diversos os fatores a se considerar.

Apesar de normalmente mais caras, as passagens aéreas ainda podem ser bastante vantajosas em algumas situações. Veja alguns casos em que pode valer a pena viajar de avião:

Longas distâncias, se os planos para as férias forem viagens intercontinentais ou de longas distâncias, fazer o percurso de carro ou de ônibus não é uma opção. Para amenizar os altos custos, opte por comprar as passagens com antecedência e tente programar suas viagens em épocas mais baratas ou durante a semana.

Viajar sozinho, quem for viajar sozinho para médias ou longas distâncias também pode encontrar vantagem nos preços de passagens aéreas, para saber se esta é a opção mais viável, calcule todos os gastos envolvidos em cada tipo de trajeto. Por exemplo, na viagem de avião, deve-se considerar o custo do translado do aeroporto até o local de hospedagem, que varia muito de acordo com a infraestrutura da cidade.

Promoções de passagens, se uma viagem está em seus planos fique atento as promoções, é possível encontrar passagens com custos menores do que percursos de carro ou ônibus, basta monitorar os sites das companhias aéreas.

Na maioria das vezes, fazer viagens de curta e média distância é mais viável se feita de carro, se tornando ideal para quem ama colocar o pé na estrada, sendo uma excelente opção nas seguintes situações:

Quando se tem necessidade de levar muitas malas e equipamentos, o custo de excesso de bagagem deve ser acrescentado ao da passagem aérea – o que torna viajar de carro ainda mais viável. Se a ideia é levar itens como prancha, caiaque, barracas, entre outros, é também mais seguro que eles cheguem ao destino em bom estado, diminuindo o gasto com eventuais avarias.

Planos de ir para vários destinos, se você é o tipo de pessoa que planeja as férias com múltiplos destinos, o melhor é ir percorrendo as distâncias de carro.

Para quem viaja em grandes grupos, famílias e amigos que viajam juntos também encontram vantagens em fazer o trajeto de carro. Dividindo os custos em três ou quatro passageiros, o valor total fica menor do que comprar várias passagens de avião ou de ônibus.

Mas, caso as contas com combustível fiquem altas e as passagens aéreas inviáveis, saiba que você ainda tem uma opção: o ônibus. Veja alguns casos em que pode valer a pena viajar de ônibus:

Conforto e tranquilidade, eles cobrem praticamente os mesmos destinos onde você pode chegar de carro, mas com mais conforto e tranquilidade.

Para quem não tem carro, vai sozinho ou em grandes grupos, alugar um carro para viajar aumenta excessivamente os custos de uma viagem, se tornando na maioria das vezes, inviável. Nem sempre os custos com o automóvel, gasolina e pedágio compensam se você for viajar sozinho. E caso for viajar em um grande grupo, fretar um ônibus ou van são uma excelente opção.

Tantas vantagens e desvantagens e nenhuma definição concreta sobre o que mais vale a pena viajar. Carro, avião ou ônibus são três opções viáveis, mas o que definirá sua viagem são suas necessidades. Por exemplo, na primeira viagem que fizemos para Porto de Galinhas optar pelo avião foi uma escolha óbvia, que se complementou com o preço do pacote que encontramos em uma agência. Nossa segunda viagem foi para o Paraná e foi feita de ônibus, porém, se tivéssemos ido de carro teríamos chegado quatro horas antes e gastado metade do valor pago na passagem. Então, tudo irá se definir a partir das suas vontades, orçamento e necessidade. Com calma, faça pesquisas, coloque na balança o custo benefício de cada opção até se sentir segura o suficiente para definir qual meio de transporte é o ideal para aquele momento.

Compartilha com a gente: em meio as suas viagens, qual experiência foi mais positiva: de carro, avião ou ônibus?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

74 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *