Além das ondas: o que você precisa saber antes de ir ao Guarujá

Se o mundo fosse um livro os viajantes percorreriam capítulos, enquanto aqueles que não exploram o universo ficariam estagnados na primeira página. Muito de quem somos é resultado de onde fomos. Em cada viagem um novo eu é criado, uma nova essência é descoberta. Naquele lugar, ninguém te conhece, ninguém sabe sua profissão, nem conhece seu passado, nele você pode ser quem você quiser, e se reinventar a cada instante. Viajar faz com que tenhamos experiências novas, despertando a curiosidade, as vibrações, humildade, gratidão e a vontade de conhecer o desconhecido, quando estamos na rotina nossas ações se tornam programadas, as viagens quebram os cadeados que prendem os sentimentos que deveriam fazer parte do nosso cotidiano. Daqui quinze anos, você não terá arrependimento das coisas que fez, mas das que deixou de fazer. Por isso, explore os horizontes que ficam longe do seu porto seguro. Veleje, sonhe, descubra, no fim do dia seus pés ficarão sujos, seus cabelos bagunçados e seus olhos brilhando.

No fim de Janeiro surgiu a oportunidade de passarmos três dias no Guarujá, e amantes de praia como somos, decidimos ir no mesmo segundo. Conhecido como a ”Pérola do Atlântico”, devido às suas belas praias e belezas naturais, o Guarujá é o terceiro destino mais procurado pelos brasileiros, com vinte e sete praias, muitos restaurantes e diferentes atividades para todos os gostos e idades, o destino pode se tornar memorável. Dispusemos de apenas quatro dias para organizar nossa viagem, e por sorte encontramos uma promoção em uma das pousadas que fica localizada perto da praia. Ficamos hospedados no Solar da Ilha, situada a 350 metros da Praia da Enseada. Com um quarto aconchegante, a pousada dispõe de piscina, ofurô, wi-fi e estacionamento privativo. Em quatro pessoas, a diária saiu em torno de R$ 59,00.

Os dias chuvosos limitaram nossos passeios, conhecemos apenas a praia da Enseada e a Pitangueiras. Com uma beleza natural encantadora, horas se tornam minutos ao flutuar nossos pensamentos entre as ondas e a imensidão do mar. O mar calmo permite que crianças, animais e adultos desfrutem da praia sem preocupação, além de ter por perto muitos bombeiros, garantindo uma segurança maior.

Nestes poucos dias, conhecemos o Shopping La Plage e o Acqua Mundo. Com lojas conhecidas, tais como, Youcom, Hering, o Boticário, Ri Happy, e com uma grande variedade na praça de alimentação, o Shopping La Plage  se torna o destino certo para compras e refeições. Além de ter em seu último andar uma vista impecável da Praia de Pitangueiras. Enquanto, o Acqua Mundo expõe várias espécies de animais aquáticos, representativos dos mais diversos ambientes e grupos zoológicos –  tubarões, pinguins , aves aquáticas, peixes de água doce e salgada, tartaruga e répteis, como largados, cobras e jacarés. Não é atoa que ele é considerado o maior aquário da América Latina. Sua maior atração é o Oceano, um tranque com 800 mil litros de água salgada, construído especialmente para a exposição de grandes cardumes e peixes de mar aberto, como tubarões oceânicos.

Entre invertebrados, peixes de água doce e salgada, aves e mamíferos no total são 180 espécies de animais totalizando cerca de 3 mil animais em exposição. Para que os animais tenham um comportamento natural, cada recinto é uma réplica do habitat natural dos animais – o lugar dispõe de um manguezal, costão rochoso, recife de coral, floresta amazônica inundada, o pantanal mato-grossense, praia arenosa, Tanque de Contato, onde o visitante pode tocar em ouriços, estrelas-do-mar e filhotes de tubarão. Além do tanque do lobo-marinho, que fica ao ar livre e outro coberto para atender as necessidades do animal. Para visitar o local, cada visitante precisa desembolsar o valor de R$ 39,99.

E por último e mais importante: as refeições. Fomos bem cuidadosos ao escolher os locais para fazermos nossas refeições, porém, mesmo com essa cautela voltei para casa com uma intoxicação alimentar. Evite pratos que contém alimentos que azedam com facilidade sob o sol, como a maionese, manteiga, cocada, cuscuz, salada de frutas e etc. Evite comer o que está exposto ao sol sem proteção alguma, observe a característica dos alimentos e o lugar, olhe a cor, odor, textura e a aparência. E se não quer errar, conheça a Pizzaria Bate Bapo, esse foi o primeiro lugar que paramos e foi de longe o mais saboroso, sem contar o preço viável – uma pizza grande custa em média R$ 22,00.

Diria que fomos presenteados, os dias tranquilos foram essenciais para que pudêssemos reacender sentimentos que estavam sendo apagados, como a tranquilidade, paciência e a gratidão. Mesmo com contratempos, nossa viagem foi tranquila, os roteiros se interligaram com nosso estilo, conseguimos descansar e sem dúvida, abarrotamos nossa bagagem com memórias inesquecíveis.

Ah, não se esqueça: se quer saber algo que não foi dito no post, deixe sua pergunta nos comentários que irei responder com o maior prazer. E se você já foi ao destino, compartilha conosco sua experiência.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post.

56 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *