Quero convidar ele para sair.. é feio?

Se o universo fosse uma pessoa, chamaria-o para conversar, ficaria feliz com apenas uma resposta: tu és tão vasto, tão indescritível, porque aceitas ser tão limitado? Porque viver como um pássaro preso na gaiola, sabendo que há uma imensidão tão azul, tão leve, com tantas particularidades lá fora? Me diz, porque não fazer, porque não ir, porque ficar? Se enviar um oi para aquela especial irá me fazer feliz, não será os estereótipos ou qualquer pré-conceito que me fará desistir. Sabes, um dedo apontado, uma cara fechada não é capaz de substituir um abraço apertado, um riso frouxo, um coração para chamar de teu. Se escolher ser feliz é precisar aceitar os julgamentos, que todos nós sejamos corajosos demais para sermos felizes.

Os dias se passam e aquele cara que se esbarrou na rua com você não sai da sua mente, os olhos brilhantes, a feição tímida, te criam sentimentos tão incomuns que te fazem querer simplesmente navegar naquela imensidão. Em vez de se acolher no silêncio, você decide tomar aquela dose de coragem e deixar acontecer, com um empurrãozinho de iniciativa. Se sentir intimidada ao chamar alguém para sair é um erro. Você não precisa chamar aquele alguém para acompanhá-la a um restaurante romântico, onde estará esperando por ele com uma caixa de chocolates em forma de coração. Em vez disso, apenas pergunte se ele quer se juntar a você para lhe acompanhar ao bar de blues que você vai todo fim de semana. Ou apenas mande um ”oi”, em uma rede social. Digo por experiência própria, essas duas letras me fizeram conhecer minha cara metade. Três anos depois, posso dizer que se não tivesse tomado minha dose de coragem, estaria bem arrependida.

Imagine que você esteja falando com aquela pessoa especial, se preparando para ter coragem suficiente para dar o próximo passo. Facilite as coisas para si mesma movendo a conversa em uma direção que, naturalmente, acabará em um convite. Pergunte o que ele estava fazendo na semana passada, e então sugira algo semelhante para esta sexta-feira. Mas, se sair sozinha com ele ainda é um passo longo, opte por sair com seus amigos, ele vai achar que você está apenas estendendo um convite para uma divertida noite de sábado, e, se ele quiser mais algum tempo para lhe conhecer melhor, há grandes chances de ele aceitar sua oferta. E seus amigos podem agir como um “amortecedor” contra as estranhas pausas e perguntas que aparecem nos primeiros encontros.

Ou melhor, esqueça todos os conselhos acima e simplesmente siga seu coração. Só não deixa aquele instante para trás, faça acontecer aqui e agora, não sabemos o que poderá acontecer depois. Lembre-se: o não já temos, o que poderá vir depois é conquista.

E você, já chegou no boy? Compartilha sua experiência com a gente!

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

62 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *