Quando é hora de desistir de um relacionamento?

São inúmeros os mistérios desse universo, diria que o mais grandioso deles é cruzar nosso caminho com pessoas surpreendentes no momento certo, daquelas que nós marcam de uma forma singular, independente do tempo que permaneceram presentes. Nada acontece por acaso, todos as situações que enfrentamos possuem uma importância nobre na nossa trajetória, sendo capazes de nós transformar. Conviver com uma pessoa diferente de nós está sendo cada vez mais desafiador, as essências do nosso mundo estão perdidas, fazendo com que deixemos de lado as coisas que realmente são valiosas. Ninguém quer batalhar, conquistar e amar intensamente outro alguém, basta um erro para tudo ir por água a baixo. Identificar uma relação que chegou ao fim pode ser devastador, pois lidamos com o sentimento de negação e de perda, porém permanecer em um relacionamento que se perdeu pode ser ainda mais cruel.

O relacionamento humano não é tão simples, ele é composto por uma série de fatores que definem sua complexidade, entre eles está a idade, o gênero, contexto familiar e a posição intelectual. A forma de se relacionar é distinta de acordo com os papéis sociais que representamos, tais como na função de pai, mãe, filhos, namorados, parentes e assim por diante. Toda e qualquer relação nos afeta de alguma maneira, provocando movimentos de afastamento ou de aproximação. Se os impactos destes encontros forem sempre negativos na perspectiva de uma pessoa, devemos refletir sobre esse vínculo emocional e decidir se o mesmo deve permanecer na nossa vida. O relacionamento é feito de fases, precisamos reconhece-las e aceitar que tudo neste universo é inconstante e sempre vai mudar, exigir um relacionamento perfeito e querer que o mesmo permaneça como era no começo, é enganar a si mesmo.

O mundo externo influencia nossa vida de diversas maneiras e no relacionamento o peso é ainda pior, um erro no trabalho, um dia de trânsito, diversos compromissos, contas para pagar ou o próprio humor podem gerar brigas e o afastamento do casal, porém saber lidar com esses obstáculos é essencial para nutrir um relacionamento saudável. Esses fatores desgastam a relação, mas não devem ser o motivo do rompimento de um casal, já que essas adversidades sempre estarão presentes na nossa caminhada. Os maiores dilemas são internos, o desrespeito, as mágoas acumuladas com o tempo, a desconfiança, a insegurança, querer mudar o seu parceiro ou não aceitar alguma coisa única para o cônjuge, como a família por exemplo.

Criar laços com o parceiro é uma coisa única, alguns casais se tratam como amigos, confidentes e até como irmãos, eles são tudo em apenas um ser, no entanto na hora dos obstáculos essa intimidade pode ser usadas para ofender e desrespeitar o próximo de alguma maneira, esses casos são praticamente irreversíveis, além de acumular mágoas, muitos podem até piorar com o tempo. O mesmo acontece quando não aceitamos algumas ações e gostos do nosso parceiro, antes de compartilhar a vida com alguém conhecemos essa pessoa e é normal reconhecermos que essa pessoa possui defeitos, como todos que estão em cima desta terra, o erro está em pensar que você pode exigir que seu parceiro mude tudo que você não gosta. Ajudar, aconselhar e agregar coisas positivas a outra pessoa é uma pessoa, mais pedir que ela mude seus gostos, seus jeitos de se vestir ou até mesmo de conversar é um sinal que o relacionamento está sendo sufocante e negativo para os envolvidos.

Palavras ditas jamais são esquecidas, pensar antes de falar é essencial na nossa vida, independente de quem vai nós ouvir. Aceitar a família do parceiro é outro fator essencial para uma boa relação. Unir os gostos, sonhos e desejos devem ser prioridade na vida à dois. A base do relacionamento deve ser o respeito, a união, cumplicidade, o respeito, a fidelidade e principalmente o amor. Se um desses fatores não estiver presente, tenha certeza que o relacionamento estará sem uma base definida e deve ser repensada.

Agora me diz para você, o que não pode faltar em uma relação?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post.

54 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *