Entrevista com Bruno Ory, participante do Catfish Brasil

Uma das coisas mais comuns nos dias de hoje são os relacionamentos virtuais, as redes sociais e os aplicativos para celular crescem a cada que passa, podemos conhecer pessoas de qualquer lugar do mundo em questão de segundos através do nosso celular e do nosso computador, por conta disso muitas pessoas acabam criando sentimentos e até se relacionando através dos aplicativos e redes sociais. No ano passado, em Outubro entrevistamos o Gustavo Ortiz, que queria muito encontrar o Bruno, seu namorado virtual. Esse encontro foi proporcionado pelo Catfish Brasil e hoje vamos ver o outro lado da história, nossa entrevista de hoje é com o Bruno Ory, que foi o ”procurado” da MTV.

Na primeira temporada do Catfish Brasil conhecemos a história do Gustavo Ortiz, que conheceu o Bruno Ory através de uma rede social, depois de muita conversa os dois apostaram em um relacionamento virtual, que durou seis meses. Porém, o maior empecilho na vida do casal era a distância. Como toda relação virtual, o maior sonho de ambos era encontrar seu parceiro e para isso acontecer Gustavo Ortiz se inscreveu no programa Catfish Brasil.

Quem teve uma grande surpresa foi o Bruno Ory, que foi procurado pela equipe da MTV. Ele não só foi encontrado pelo seu namorado virtual, como ainda contou vários segredos em rede nacional. Sem dúvida, foi uma experiência única que ele vai compartilhar um pouquinho conosco!

1. Como foi ter participado de um programa de TV tão conhecido como o Catfish Brasil? 

Bom, foi incrível! Admito que fiquei muito nervoso com tudo, nossa historia, o como seria a reação do Gustavo, a aceitação das pessoas, mas no fim tudo deu certo. Sempre acompanhei a versão americana do programa e adorava os casos; nunca pensei que um dia estaria entre os casos rs. Fiquei muito feliz com o resultado positivo que tivemos.

2. Uma grande expectativa foi colocada em cima do Catfish Brasil, já que o gringo é super conhecido. Você acha que o programa conseguiu superar tudo que as pessoas esperavam?

O programa já veio com um peso muito grande por causa da versão americana, muita gente acompanha os casos e esperavam o mesmo da edição Brasil! Acompanhei tudo que as pessoas disseram, em especial na nossa participação e achei bem positivo, claro que não da para agradar a todos mas em geral foram acredito que as pessoas se surpreenderam com os casos.

3. Muitas pessoas namoram virtualmente, no programa é possível ver diversas histórias e fins diferentes. Qual conselho você daria para quem passa por uma situação parecida com a sua?

Sabemos que relacionamentos tem seus lados bons e ruins, um namoro a distancia com alguém que você ainda não viu é mais complicado ainda. Acredito que quem passa por isso deve fazer o máximo para ter certeza de com quem esta se relacionando, hoje em dia existem pessoas ruins que podem se aproveitar dessa mascara que a internet proporciona, mas da mesma forma existem pessoas incríveis que só não tem as oportunidades ou condições para estar perto.

4. No programa você confessou diversas coisas que você teve que fazer por conta das dificuldades, qual foi o maior obstáculo que você passou? 

Com certeza o maior obstaculo foi poder contar isso para todos, e tentar fazer as pessoas; principalmente o Gustavo ver que aquilo foi necessário sem fazer ele ter uma ideia errada de mim.

5. O episódio de vocês, sem dúvidas foi o meu favorito. Como foi ter conhecido o Gustavo e ter passado por toda essa experiência?

Foi a melhor coisa que já fiz! Eu sempre soube que o Gustavo era real, e poder estar com ele foi perfeito. Claro que durante as gravações ficamos pouco tempo juntos, mas tivemos outras oportunidades em que nos vimos de novo, e fazemos vários planos para estar sempre o mais próximo possível um do outro com mais frequência.

6.Vocês superaram muitas coisas fazendo essa participação e com certeza deixaram uma mensagem linda, de que o amor supera todas as barreiras, orientação sexual e o preconceito. O que você diria aos casais que não se expõem por conta desse machismo e julgamento?

Isso é complicado, muitas pessoas deixam de ser felizes por medo da rejeição das pessoas, até mesmo da família, toda forma de amor é valida e ainda estamos passando por essa transição. A unica coisa que digo para quem tem esse medo é: Não tenham medo de amar, não tenham medo de demonstrar, de sentir e viver! As pessoas só vão mudar quando pararmos de ter medo.

7. O programa buscou você de todas as formas, qual foi seu primeiro pensamento quando viu tudo isso acontecendo?

Pensei que fosse brincadeira rs, eu não acreditei, mas fiquei feliz em saber que iria ver o Gustavo, quando perguntei se ele estava na cidade e os meninos disseram que sim a minha vontade foi sai correndo na hora para ver ele.

8. O que mudou na sua vida e como vai ser daqui pra frente?

Algumas coisas mudaram de fato, tenho recebido muitas mensagens e muito carinho das pessoas, espero poder continuar nessa area, investir no canal, fazer algo novo e legal para as pessoas, quero retribuir a forma como me sinto para todos. Com o Gustavo as coisas também mudaram, agora fazemos planos maiores, temos objetivos bem legais e estamos investindo nisso também (quem sabe viajar em breve).

O que todos nós queremos saber é qual foi o desfecho desta história, não é? Na semana passada conversei com o Bruno e ele me disse que os dois namoraram até pouco tempo e que hoje, eles não estão mais juntos. Agradeço desde já a participação do Bruno, desejo as melhores coisas deste universo para você.  🙂

Espero que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post.

50 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *