Desisto de tudo o que começo: o que eu faço?

Vivemos competindo, querendo ser melhores do que os outros. Chegar em primeiro na corrida para vencer o adversário, ser promovido antes que o meu colega… Enfim, vivemos competindo com os outros. A competição é saudável, mas, principalmente quando é de você para você mesmo. Cada pessoa é diferente, tem ritmos e momentos diferentes. Por isso, ao competir com aquele colega que está há mais tempo do que você na empresa e já conhece melhor a dinâmica de trabalho não traz nenhum benefício. Isso porque a largada dele está há alguns metros a frente da sua. Busque competir apenas com você mesmo e testar os seus limites, evitando olhar para o outro com olhos de competidor.

Por que meu amigo foi demitido? Por que não consigo mudar de emprego? Por que não tive reajuste salarial? Por que o país está na situação que está? Por que tem trânsito, por que choveu, por que, por que.. Milhares de reclamações nos colocam no papel de vítima. Reclamar é uma das maneiras que temos de externar nossas frustrações com a vida e pode ser uma válvula de escape eficaz. Mas o que acontece muito é que a ativação dessa válvula se torna tão constante que nos esquecemos que sempre podemos fazer algo para mudar a situação. Diminua as reclamações e aumente as ações de mudança!

Nós comparamos o tempo todo. Fulano trabalha menos do que eu e ganha mais. Ciclano vive de férias, a família do outro não tem tantos problemas como a minha. O chefe dele é mais legal do que o meu… A comparação vive todos os dias em nossa mente. O que é sucesso e lucro para você, pode não ser para a outra pessoa! A sua forma de trabalhar não é melhor nem pior do que a do seu colega! Comparar-se com o outro faz com que criemos padrões inatingíveis. Isso porque estamos nos baseando no modelo do outro e não no nosso.

O que você precisa fazer hoje para ser responsável e colocar em ação aquele projeto que você deixou na gaveta? Como conseguir entender e responder à pergunta”por que não termino o que começo”?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

42 Replies to “Desisto de tudo o que começo: o que eu faço?”

  1. Antigamente eu me comparava demais, ainda bem que parei isso! xD

    Beijo.
    Cores do Vício

  2. Oi Kaila, tudo bem?
    Felizmente sou bem determinada, quando boto na cabeça que farei algo, vou até o fim!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    1. Oi Prih, tudo bem e você? É muito bom dar sequência as coisas que começamos!

  3. Parei faz tempo de me comparar…AMém..Ainda na busca de exigir menos de mim..
    bjs

  4. Amei o post, muito bom encontrar o nosso caminho e buscar o que queremos sem nos compararmos com os outros
    Beijos! ♡
    http://www.blogdaju.com.br

    1. Fico feliz por você ter gostado, Ju! ❤

  5. Faz tempo que não me comparo com ninguem, mas quem nunca fez isso né?
    Adorei o texto..

    Beijo
    😉
    Blog| Instagram| Canal no Youtube|

    1. Fico feliz por você ter gostado, Gessica! ❤

  6. eu me saboto muito! preciso melhorar isso e começar a pensar positivo!

    xoxo
    Guria do Século Passado

  7. Sempre com um texto incrível pra gente, uma ótima reflexão.

    Bjokas da Vaci :*
    https://blogpapodeesmalte.blogspot.com

    1. Fico feliz por você ter gostado, Vacieni! ❤

  8. Precisava ler isso exatamente agora!
    Não me comparo com ninguém, mas me saboto bastante 🙁

    :***

    Patty
    Blog Cute Nails
    Fanpage Cute Nails
    Instagram

    1. Não sabe como fiquei feliz por você ter se identificado com texto, Patricia! ❤

  9. Me comparo muito com os outros e isso realmente atrapalha muito minha vida, como dizem “não há ganhos na comparação”. Mas esse ano sinto que tudo que comecei consegui terminar e olha que sempre fui de desistir no meio do caminho.
    Beijos,

    https://lesjoursdemarcela.blogspot.com/

    1. Tudo na vida precisa ter um começo, meio e fim, né? Se não parece que paramos no tempo e não conseguimos entrar em novos ciclos!

  10. nossa parece que esse artigo foi feito para mim, sempre que começo algo, desmotivo e paro.
    adorei e vou me inspirar, preciso fazer mudanças
    http://www.mundodasmulheresbrasil.com

    1. Fico muito feliz por você ter gostado, Luma! ❤

  11. Normalmente termino o que começo mas as vezes acontece e não devemos ficar nos cobrando tanto pois é super normal acontecer isso.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Facebook

  12. Sempre vem essa dúvida, né? Mas temos que seguir firmes e fortes.
    http://www.achatadebatom.com

  13. Adorei que os teus pais sejam assim destemidos e aventureiros, gostando de ir vivendo sempre novas experiências! 🙂

    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    1. Sim, cresci sem ter medo de mudanças e isso me faz muito bem!

  14. Ótimo post Kaila!

    Acredito que esse pensamento de nunca pertencer ao lugar que estamos está muito ligado a gratidão que não sentimos. O fato de sempre querer o que não temos, de nunca agradecer pelo que conseguimos até hoje, é também algo que nos prejudica. Afinal, se queremos tudo, não queremos nada ao mesmo tempo. Objetivos e foco nesse momento são indispensáveis. Mas como ter foco quando nem motivação temos? Quando acreditamos que não somos capazes, ou pior, quando deixamos os outros escolherem e guiarem nossas vidas quando dizem que não somos capaz, e acreditamos nisso? E digo mais, nunca estaremos prontos, mas isso não deve ser um empecilho para ir em busca dos nossos ideais né? Quando tu citou sobre medo, eu lembrei de uma frase que nunca esquecerei. Ela diz: “não deixe seu medo ser maior que sua vontade”. Esse foi um dos maiores gatilhos para mim, foi o que me fez acordar e me auto motivar para alcançar meus objetivos. Outra frase sobre medo que sempre lembro é “escolha um medo por dia e mostre quem é que manda”. Comparação e competitividade com as pessoas é um dos piores erros que cometemos. Nunca seremos iguais, nem mesmo temos tempos e caminhos iguais aos outros. Por que perdemos tanto tempo com isso? A melhor sensação é provar para si mesmo que pode algo. Se desafiar e conseguir é motivador. Todos deveriam entender e experimentar…

    Beijos,
    Gaby Dahmer

    1. Penso exatamente assim, Gaby. E acredito que nossa vida flui muito de acordo com nossa gratidão mesmo!

  15. Hoje em dia eu faço meu trabalho da melhor maneira possível, não me comparo a ninguém. Afinal todas nós enfrentamos lutas diárias.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    1. Com certeza, Lulu.

  16. Juliana Ferreira says: Responder

    Que reflexão maravilhosas, devemos pensar mais em nós e não se comparar

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com

    1. Fico feliz por você ter gostado, viu? ❤

  17. Não tem nada pior que a competição e a comparação com as outras pessoas. Somos únicos e cada um tem o seu caminho a ser percorrido.
    Bjus!

    galerafashion.com

    1. Exatamente, Adriana!

  18. Que reflexão inspiradora !
    Novo post no blog!

    1. Que bom que gostou Juliana, fico feliz! ❤

  19. Me comparava muito com os outros, mas estou conseguindo controlar isso ultimamente. É libertador.
    Beijos ♥

    Jéssica || Fashion Jacket
    http://www.fashionjacket.com.br

    1. E como é, Jéssica!

  20. Quando eu era adolescente eu sempre pensava assim em desistir, agora perto dos 30 eu não posso desistir e nem me comparar com as ”mamães famosas”, sabe? Adorei o texto!

    Um beijo
    Jéssica Andrews Blog

    1. Fico muito feliz por você ter gostado, Jéssica! ❤

  21. Com certeza precisamos olhar para a gente e nos perguntarmos o que queremos, e se não tivermos satisfeitos, temos que ter coragem de pausar e ir para outro lugar, começar de novo, mudar.. isso não é uma coisa ruim.

    1. Com certeza, Monique. Mas é preciso realmente saber o que queremos para não construir uma vida de desistências!

Deixe uma resposta