Você trabalha com o que realmente gosta?

Ninguém nunca me perguntou se eu gostava de direito, veterinária ou de estética. Mas, todos me falavam o quanto eu precisava escolher logo a profissão que iria seguir. Quando estava no segundo colegial recebi uma ligação que me informava que havia acabado de ganhar uma bolsa para um curso técnico de enfermagem. Isso não estava nos meus planos, mas meus pais ficaram felizes com a oportunidade e pensei que talvez pudesse ser uma forma de me encontrar, de acabar com os questionamentos e de conhecer a minha vocação. Mas, não foi bem assim. Precisava de um respiro, de um minuto de silêncio das perguntas alheias e de um tempo para que eu pudesse ver o que queria para o meu futuro. Somos soterrados de cobranças, sem ao menos termos a consciência do que está por vir. Você não tem somente uma porta aberta como todos dizem, você não precisa aceitar a primeira oportunidade por medo de não receber outra. Se for para enfrentar oito horas de trabalho, que seja pelo menos, em um ambiente que te satisfaça por completo, que te faça ir para casa com um sorriso no rosto, afinal, existe salário no mundo suficiente para comprar sua felicidade, bem-estar e realização profissional?

Trabalhar oito, doze ou quatorze horas por dia não é o que vai te fazer feliz e realizado. Somos ensinados que quanto mais trabalharmos, independente do trabalho, seremos realizados profissionalmente e garantiremos um futuro de sucesso. Mas, isso não é verdade, não tente se encaixar nesses padrões. Não se trata do que você pensa que deve fazer, mas sim, do que você realmente gosta e se sentirá feliz fazendo. Permita-se pensar, elabore suas ideais e comece a fazer o que você realmente acredita que vai dar resultado. acredita que vai dar resultado.

 Quem não sabe para onde está indo acredita que qualquer lugar é bom o suficiente. Assim, provavelmente, terá dificuldades em conseguir algo melhor do que aquilo que tem ou que dizem que é o ideal, porque não tem a mesma capacidade de medir o que é bom e o que é ruim na situação onde se encontra. Defina seus objetivos – onde quer chegar, o que sonha em conquistar.

Se o que você está fazendo não te agrada, não fique preso por medo de mudar. Transições fazem parte da nossa existência e, se vão te fazer sentir melhor, realizado e completo, por que não experimentar? O trabalho é mais motivador quando está claro o que exatamente você está realizando. Pense nisso: quão grande é a sensação quando você sabe que está progredindo em grandes projetos? Por outro lado, nada é pior do que trabalhar todos os dias e pensar: o que é mesmo que estou fazendo?

Todos nós já vivemos ou ouvimos histórias de trabalhos que são verdadeiros pesadelos: o salário que não equivale à quantidade de trabalho, as horas extras não pagas, o tempo e dinheiro gasto no transporte, o clássico chefe que só gera infelicidade, entre outras tantas. Mas como evitar essas situações de arrependimento? Pode parecer loucura, mas em certos momentos a melhor resposta para uma oferta de emprego, tanto para o empregador como para o candidato, é: não, obrigado.

Antes de seguir uma profissão ou aceitar uma oferta de trabalho, reflita:

Os valores da empresa batem com os seus valores pessoais? Cada empresa cria e trabalha de uma forma para manter o ambiente de trabalho produtivo, algumas conseguem isso com espaços de silêncio e uma cultura formal, outras alcançam esse resultado com um tratamento casual e relaxado. Como é diferente para cada empresa, é diferente para você também, permita-se ver se aquilo é o que você realmente busca, se você sente feliz naquele ambiente e se poderá passar cinco, dez ou quinze anos se sentindo feliz naquele ambiente.

Viver para trabalhar e trabalhar para viver não é um equilíbrio de vida para ser saudável e feliz, e só diminui a sua produtividade no trabalho. Se a jornada de trabalho não combina com você, o tempo gasto no trânsito acaba com seu tempo livre, fica claro que você teria de trabalhar horas extras para conseguir uma vida financeira estável e se você não consegue se sentir confortável com roupas formais e dentro de um escritório, então você já sabe como evitar um arrependimento e dores de cabeça que virão se seguir essa profissão.

Quando sua intuição diz: não. O salário era aquilo que você buscava, você se identificou com a área, passou na entrevista de emprego, mas mesmo assim você ficou com aquele sentimento no fundo da barriga que algo não encaixou e até se pegou desejando que não lhe aceitassem. Se precisar, permita-se buscar mais sobre a área, sobre a empresa e não tenha medo de fazer perguntas para esclarecer as suas dúvidas, mas se continuar com um sentimento incerto, ouça a pulga atrás da orelha e pode dizer: não, obrigado.

“Trabalhe em algo que você realmente goste, e você nunca precisará trabalhar na vida.”

Compartilha com a gente: você já aceitou uma oportunidade de trabalho e se arrependeu?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

62 Replies to “Você trabalha com o que realmente gosta?”

  1. Que dicas maravilhosas. Poste muito bom, é exatamente isso, essa frase é super inspiradora.
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com/

    1. Fico imensamente feliz por você ter gostado, Gabriele! ❤

  2. Olá Kaila tudo bem???

    Adorei o post, ótimas dicas.

    Beijinhos;
    Débora.
    https://derbymotta.blogspot.com/

    1. Oi Debora, tudo bem e você? Fico muito feliz por você ter gostado! ❤

  3. Eu acredito muito que trabalhar no que gostamos ajuda até na nossa saúde mental e física. Acho que todos já se arrependeram de algum trabalho que fez, eu não fujo a regra… Tenha um ótimo dia, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    http://www.paisagemdejanela.com

  4. Eu amoooo meu trabalho
    bjs

  5. Decidi trabalhar com o que eu amo, e tenho investido tudo oq tenho, não tem coisa melhor
    Charme-se

  6. Bom post. Eu já deixei empregos por não concordar com a política da empresa em termos de tratamento aos clientes. Deixei o emprego fiquei desempregada mas com a consciência tranquila. Tive um outro trabalho que gostava mas a empresa fechou e agora faço vários trabalhos, um deles é o blog e adoro… Trabalhar só para receber um salário, mesmo que seja um bom salário, mas o trabalho não nos fizer feliz, não queria isso para a minha vida.
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    1. Pois é, Marisa. Nem sempre é simples seguir o que se ama, não é um caminho fácil. Mas, vale muito a pena.

  7. Melhor coisa é trabalhar com aquilo que ama, mas nem todos conseguem ou podem se dar a esse luxo porque muitas vezes temos que investir, leva um tempo até os lucros maiores aparecerem e ai você ver que fez a escolha certa.
    https://www.pamlepletier.com/

    1. As vezes, seguir o que se ama é preciso coragem e planejamento. Nem sempre é simples. Mas, essencial.

  8. Eu amei sua postagem Kai, eu ultimamente trabalho com o blog e sou muito feliz e realizada com ele. Acho que se eu tivesse em um emprego que não gostasse, eu seria muito infeliz…
    Beijos. ♥
    Diário da Lady

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado, Le! ❤

  9. Estava pensando nisto durante a semana,e realmente é bem difícil trabalhar em algo que pelo qual você não se identifica.É sempre bom pesar na balança os prós e contras e pensar sempre no seu bem-estar e na sua saúde.

    http://www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    1. Exatamente, Rafaela.

  10. Trabalhar com o que a gente gosta é algo incrível, to amando! <3
    beijos
    http://www.blogbelezamake.com

  11. eu investi muito no que eu trabalho hoje e me sinto realizada 🙂
    bj http://www.diadebrilho.com

  12. Eu nunca me arrependi dos empregos que escolhi, mas me cobro muito por não estar onde me imaginei há 5 anos atrás, mas sei que cada um tem seu tempo.

    1. Deus sabe o que faz, quando você menos se esperar estará onde sempre imaginou! ❤

  13. Sei que, em tempos de crise, não é fácil abrir mão de um emprego… mas eu fiz isso e foi a melhor decisão que tomei. Nada paga a nossa tranquilidade e saúde 😉

    :***

    Patty
    Blog Cute Nails
    Fanpage Cute Nails
    Instagram

    1. Não é simples tomar essa decisão, na hora entramos em choque, mas depois de um tempo vemos que foi a melhor coisa que poderíamos ter feito.

  14. Ótimo post! Eu já recusei um trabalho que ganharia mais, mas não me parecia tão bom por ter uma maior carga de horário e eu teria menos tempo para me dedicar aos estudos. Talvez muitas pessoas possam ter achado que não valia a pena recusar, mas eu sei que fiz a escolha certa.
    Espero ainda conseguir trabalhar com o que eu realmente ame, mas sem abrir mão de coisas que julgo ser importante, como estudos e tempo com a família.
    Beijos

    1. Fico muito feliz por você ter gostado, Aline. ❤

  15. Mais um óptimo post. Acho que quem não trabalha no que gosta nunca conseguirá ser feliz, e também me parece um ponto muito a favor que os colegas sejam bons e causem bom ambiente! 🙂

    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    1. Exatamente, Inês. Não é fácil trilhar um caminho que nos preencha, é um caminho difícil. Mas, que vale muito a pena!

  16. Trabalhar com o que se gosta é um conforto para a alma.

    1. E como é.. ❤

  17. Essa frase que colocou no final é algo que sempre falo por aqui, como sempre ótima reflexão.. amei saber um pouco da sua história tb, já pensou em escrever um livro? Você escreve tão bem!

    Beijo
    😉
    Blog| Instagram| Canal no Youtube|

    1. Já pensei muito, Gessica. Espero que um dia tenha essa oportunidade. Muito obrigada, viu? ❤

  18. Silvana Crepaldi says: Responder

    Olá, Kaila.
    Gostei muito do texto de hoje. Realmente a maioria das pessoas trabalham em coisas que não gostam por isso a segunda feira é um suplicio. Meu salário não é tão alto, mas gosto muito do meu trabalho e do pessoal. Já faz 13 anos que trabalho lá.

    Prefácio

    1. Um salário gigante não é nada quando o trabalho nos tira a paz, né? Pouco, as vezes é muito perto de tudo que a gente tem no ambiente. Fico imensamente feliz por você ter gostado, viu? ❤

  19. Oi Kaila! É muita pressão para um adolescente ter que decidir o que quer fazer para o resto da vida, né? Tem gente que já sabe desde sempre, mas a maioria das pessoas demora um pouco mais até encontrar uma profissão que realmente ama. E isso é perfeitamente normal! Adorei o texto!

    1. E como é, Camila. Fico muito feliz por você ter gostado, viu? ❤

  20. Ai cara, parece que esse texto foi feito pra mim, não em relação á trabalho, mas em relação á faculdade mesmo , tô com aquela pulga atrás da orelha e o texto me esclareceu muita coisa. Obrigada, Kaila, tu arrasa!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    1. Obrigada você Gabriela, fico muito feliz por ter te ajudado! ❤

  21. Priscila Ferreira says: Responder

    Eu ainda não trabalho com o que quero, infelizmente! Mas estou me policiando quanto a isso, colocando as coisas em seu devido lugar, para fazer jus a tudo isso que disse. Obrigada pelo texto!

    http://www.coisasdepriscila.com
    instagram l Participe!
    Beijo.

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado, viu? ❤

  22. Quando trabalhamos naquilo que gostamos tudo flui bem, não importa qual seja o valor que vai receber, trabalho se faz por amor, por prazer, Kaila bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    1. Exatamente, Lucimar! ❤

  23. Amei o texto, hoje eu trabalho com o blog, canal e em uma loja de decoração, gosto de tudo o que faço, só falta ganhar um pouco mais para conseguir alcançar algumas metas kkk
    Beijoos
    Yanna Karim

    1. Fico muito feliz por você ter gostado, Yanna. Logo alcançará todos os seus objetivos, nunca desista dos seus sonhos! ❤

  24. Nossa parece que esse post foi pra mim, estava fazendo uma reflexão sobre isso esses dias.
    Eu gosto da minha profissão, mas no momento não gosto do meu trabalho, mas por enquanto não posso sair, mas penso em mais pra frente sair de lá e mudar de vida, trabalhar menos e viver mais, é isso que eu espero.

    Beijos

    1. Fico feliz por você ter se identificado com o post, Camila. Não é fácil sair de um emprego, mas se ele não está te fazendo feliz, planeje-se para poder seguir outros caminhos, quanto mais ficamos no mesmo lugar mais difícil é para sair.

  25. Olá Kaila
    É muito difícil na adolescência quando o futuro apenas começa a se descortinar ter que tomar uma decisão assim tão definitiva.
    Como vc disse nada é definitivo.
    De que vale um super salário se não temos paz, convivemos pouco com quem amamos e não somos felizes?
    Aos poucos, aos tropeços, tentativa-erro é que acertamos e vamos moldando nossas perspetivas com a realização de nossos desejos.
    Hoje faço o que amo.
    Mas nem sempre foi assim, tive um emprego detestável num escritório contábil, e nos dois anos que fiquei ali me programei passo a passo para sair e me dediquei completamente para entrar num concurso público.
    Não foi fácil, mas valeu a pena.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    1. Não é uma decisão fácil, mas é como você disse, vale muito a pena. É o velho ditado, há males que vem para o bem.

  26. Quando eu estava no ensino médio, a cobrança em cima de mim para escolher o curso que eu iria fazer era enorme, mas até o dia em que precisei escolher, eu não tinha certeza. E, por isso, eu tomei uma péssima decisão.
    Comecei um curso e depois do primeiro ano, percebi que não era pra mim. Daí, criei coragem pra desistir e começar outro, que é o que eu faço agora.
    Desistir foi uma das decisões mais difíceis da minha vida e eu não poderia estar mais feliz em ter decidido largar tudo 🙂

    1. Não é uma decisão fácil, passei por isso quando quis parar meu curso, até hoje tem pessoas que me dizem que eu deveria terminar. Mas, não é o que me faz feliz.

  27. Parabéns pelo trabalho. Excelente texto.
    Pelo desespero ou falta de oportunidade boa parte das pessoas seguem por caminhos que despertam a insatisfação e consequentemente o adoecimento.

    1. Muito obrigada, Fabio. Seja bem-vindo! 😀

  28. “Quem não sabe para onde está indo acredita que qualquer lugar é bom o suficiente.” essa frase é muito verdadeira! Umas das coisas que meu pai me ensinou ainda criança é saber qual caminho seguir, pensar onde quero estar e o que devo fazer para chegar lá. Muitas vezes aparecem oportunidades que é melhor dizer “não” do que agarrar e acabar se arrependendo. Acredito muito que salário nenhum, por mais alto que seja, pague a satisfação em dizer “eu amo o que faço”. Amei o post!

    Beijo enorme ❤

    1. Não sabe como fico feliz por você ter gostado, Karina! ❤

  29. Amiga, já falei sobre isso algumas vezes no meu blog e sou honesta em dizer que meu trabalho é um verdadeiro caos em todos os sentidos e me sinto profundamente infeliz com essa situação. Odeio aquele lugar por N motivos, não ganho bem, mas é com o que pago as minhas contas e por isso, acabo ficando ali estagnada e também porque não sei o que fazer com a minha vida profissional. Não pode imaginar o peso que carrego toda vez que saio de casa para ir trabalhar e quando saio de lá no fim do dia, estou pior ainda, me sentindo como se a energia toda tivesse sido sugada, afetando a vida e relacionamentos pessoais. Se muita gente se segura ainda num emprego que o faz infeliz é, muito provavelmente, que não saiba que rumo dar à própria vida e não sabe nem por onde começar. É triste, mas acontece com muita gente.
    Bjs!

    http://www.etudovaidade.com

    1. É uma triste realidade, né? Torço para que você encontre os caminhos que te completem, que te façam feliz e que você tenha coragem suficiente para segui-los! ❤

  30. Dicas preciosíssimas. Concordo com tudo o que disse.
    Bom final de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    1. Fico feliz por você ter gostado, viu?

  31. Digamos que eu tenha me identificado com todas as frases desse texto x) Essa semana mesmo eu abri mão de uma vaga de estágio porque algo me dizia pra não ir adiante… Não é do meu tipo ter que trabalhar até tarde, fazer horários bizarros, pegar várias conduções e ainda assim ganhar pouco. Minha profissão é super desvalorizada e eu pretendo dar uma mudada nos ares assim que me formar. Afinal, não adianta nada um profissional com diploma mas frustrado na sua área, isso vai adianta e acaba contaminando todos :/

    Bom fim de semana!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    1. Fico feliz por você ter se identificado, Raquel! ❤

Deixe uma resposta