Nem de menino, nem de menina: conheça as roupas infantis sem gênero

Por quê minha filha deve vestir rosa, se sua cor preferida é o azul? Por quê meu filho deve brincar apenas de carrinhos? O que uma simples cor ou objeto têm a dizer sobre nós? Esses rótulos reforçam os preconceitos e limita as escolhas profissionais e pessoais do futuro, estamos lidando com seres humanos em formação, das raízes de comportamentos futuros. Brinquedos de ação e construção treinam as habilidades, ajudam na resolução de problemas e encorajam as crianças a serem ativas. Já os brinquedos com foco em animações, pintura ou ao ar livre, permitem a prática das habilidades sociais. Excluir as crianças de certas brincadeiras, brinquedos ou roupas faz com que elas percam experiências de formações importantes. Por quê uma roupa ou um brinquedo influenciariam seu filho? Essas particularidades não conseguem ditar gostos, ideais ou maneiras de se comportar, elas livram as crianças dos sinais e rótulos que determinam no que elas deviam ter interesse e as presenteiam com o livre arbítrio.

Os produtos sem gênero alcançaram de brinquedos à decoração do quarto da criança, fugir do clássico é o novo rumo do mercado infantil. Marcas nacionais e internacionais investiram na causa e estão tentando demonstrar o quanto as roupas podem ser ferramentas importantes na construção da personalidade da criança, em vez de servir apenas para distinguir homem de mulher. Em outras palavras, desmistificar a ideia de que menina só usa rosa e menino só usa azul – uma quebra de paradigmas essenciais para formar uma geração livre para ser o que quiser ser.

E de roupas originais, de personalidade e extremamente bonitas, a BabyBeh entende. Eles são uma marca sem gênero, uma marca Urbana, com Rock, que gosta do mar e que se move por ideais e respeita as diferenças e as igualdades. Inspirando relações de amor com os bebês e com o mundo, eles vão além da produção de roupas, eles criam histórias.

Macacão Rock Space – BabyBeh

Os rótulos da sociedade geram guerra, desamor e indiferença. Que diferença faz a cor da sua pele, sua classe social ou religião? Serei menos mulher por usar verde ou azul? Eu sei que nossa sociedade parece ter se esquecido que por dentro somos todos iguais, mas você não precisa esquecer. Não importa como você seja, o que importa são as suas ações no mundo, o legado de bem que vai deixar quando se despedir desta vida. Ame além da diversidade de definições com as quais a sociedade tenta nos rotular.

Guarde um segredo: sou tão apaixonada pelo design das roupas sem gênero, elas vão além, são criativas, suas estampas são originais e despertam o melhor de nossos pequenos em tão pouco tempo de vida. Explore os lindos modelos da BabyBeh e me conte: qual foi seu favorito?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

66 Replies to “Nem de menino, nem de menina: conheça as roupas infantis sem gênero”

  1. é exatamente assim, eu achei o post como uma luz que nos mostra a sociedade que vivemos influencia tanto nosso pensamento que as vezes a gente não percebe que coisas assim mudam a vida desses anjinhos pequenos rs a marca tá de parabéns assim todos poderiam ter a liberdade de comprar algo que irá servir tanto para uma menina quanto pro menino.

    minha mãe compra muitas roupas brancas para mim quando era pequena e até hoje eu amo tanto essa cor rs vejo as fotos e falo gente até isso influencia nossa vida.

    beijos
    https://loucaapaixonada22.blogspot.com.br/

    1. Criar uma criança ensinando só o que é para um gênero e o que é para o outro é algo radical, eles não tem essa distinção, sabe? E ser criados assim já gera tais pensamentos limitados. Amo roupas brancas e neutras! ❤

  2. Ahhhh que macacãozinho mais lindo! Até eu queria um desses kkkkkkkkkkk.
    É isso aí, nada de rótulos. xD

    Beijo.
    Cores do Vício

    1. Lindo demais, né? ❤

  3. Que gracinha! As roupas são modernas e alternativas. E gostei da proposta da loja. A minha sobrinha nasceu recentemente, e a minha irmã usa as roupas do meu sobrinho nela, os de recém nascido hahaha.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    1. Fico muito feliz por você ter gostado Lilian, as roupinhas são gênero são lindas e super flexíveis, fico babando!

  4. Eu acho que roupa/cor não tem gênero e a gente devia se livrar dessa ideia. Criança é livre e não sabe das coisas que a gente impõe a elas né?

    Beijinhos
    n. // http://www.fashionjacket.com.br

    1. Pois é, essa maldade não existe dentro delas!

  5. Oi Kaila
    ah! Que coisinha mais linda!
    Eu sou super a favor dessa extinção de gêneros, as cores são tão linda p ficar restringindo…
    Arthur tinha uma camisa gola polo rosa (meio goiaba) que eu adorava
    vira e mexe eu vestia, mas ele cresceu e doei p primo dele!
    Guardei mt coisa do Arthur, muitas peças pretas e azul, pq pretendo ter outro filho daqui uns 2 anos! Eu acho, qse certeza, q será outro menino MAS se for menina, vai usar as roupas do irmão! Acho lindo demais menina de preto ou qlqer cor escura!

    Bjoooos

    1. Eu acho muito bonito, meu marido sempre usa camisetas rosa e fica lindo! ❤

  6. Oi, Kaila!
    Nossa, que roupinha fofa! E achei bem legal a iniciativa da loja.
    Beijos
    Balaio de Babados

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado, Lu!

  7. Que bacana a iniciativa, temos que começar essas ideias de desconstrução pelas crianças, mesmo. Amei essa estampa da peça que você mostrou.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    1. Fico muito feliz por você ter gostado Thayse!

  8. Eu achei a estampa bem linda.
    Gostei muito da proposta do site também.
    Belo post.
    bjO

    Dany
    Blog Breshopping da Dany
    Conheça também o Breshopping da Dany KIDS

    1. Que bom que gostou Dany, fico tão feliz! ❤

  9. Bem isso mesmo.
    Adorei o post, até o próximo.
    Bjos

    1. Fico muito feliz por você ter gostado! 🙂

  10. Eu acheei lindoo! Na verdade roupas de bebês até um certo mês são unissex né?
    Achei o macaquinho lindo, eu usaria hhehehe

    De Repente Moda

    1. Também pensava isso, e explorar alguns sites antes de escrever esse post e acredite, a única coisa mais unissex são os bodys brancos, o resto é tudo dividido em azul e rosa.

  11. Estudei tanto sobre gênero na faculdade semestre passado e sei como é dificil criar roupas assim (principalmente para adultos). Sobre o macacão, achei uma gracinha e amei a ideia.

    Beijos!
    lesjoursdemarcela.blogspot.com.br

    1. As roupas de adulto devem ser desafiadoras, já que os recortes são bem diferentes. Fico feliz por você ter gostado Marcela! ❤

  12. Issoooo! Exatamente, Kaila! É difícil lidar com tudo isso de gênero. E, amei demais o macacão. Viva às roupas sem gênero!

    Beijo!
    http://www.controversos.com

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado Caroline! 😀

  13. que bonitinho gente!
    Vou compartilhar com uma amiga q vai ser mamãe <3
    bj http://diadebrilho.com

    1. Espero que ela também goste! ❤

    1. Fico muito feliz por você ter gostado Ariadne! ❤

  14. super fofo! tem que apostar na diversidade!

    xoxo
    Guria do Século Passado

  15. Adorei! É fofo, atual e moderno.

    maybeillgotohell.blogspot.com.br

    1. Que bom que gostou fico muito feliz! ❤

  16. Oi Kaila,
    Adorei a macacão, super lindo. Esta é uma proposta muito legal!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado Line! ❤

  17. Post inspirador!
    Aqui em Curitiba tbm tem uma marca de roupas infantil que desenvolve moda sem gênero. O mais legal é que como é comum se passar roupas das crianças mais velhas para os irmãos, parentes ou amiguinhos mais novos, acaba que sem distinção de gênero não há limitação na hora de doar a roupa que não cabe mais no seu filho pra outra criança menor.
    Eu mesma sempre pensei que quando eu tiver filhos não vou limitar suas roupas com base em cores.
    Beijo, http://www.apenasleiteepimenta.com.br

    1. Exato, elas são mais flexíveis e podem servir em mais pessoas, sendo elas homens ou mulheres. Quero comprar roupinhas unissex quando tiver filhos – até porque acho mais bonito! ❤

  18. O legal destas roupinhas é que costumam ser bem criativas e cheias de estampas, eu particularmente acho lindas e super usaria nos meus filhos, quando eu tiver.
    Charme-se

    1. Gosto muito das cores e estampas que eles escolhem, acho muito mais bonito! ❤

  19. É giro o macação! 🙂 E é uma ideia interessante, mas temos é que deixar de lado a ideia que azul é para o menino e rosa para a menina, todas as cores são de todos! 🙂

    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    1. Exatamente! ❤

  20. Eu sou super a favor do fim dessa separação entre meninos e meninas, especialmente em relação a cores (e temas). Quem disse que menino não pode usar rosa ou que menina não pode usar azul? Adorei o post Kaila!

    1. Pois é Camila. Fico muito feliz por você ter gostado!

  21. Adorei a dica da marca! Já passou da hora de começarmos a vestir nossas crianças como extensão de quem eles são, do que gostam e principalmente do que os deixam confortáveis e seguros. Conforme eles forem crescendo que vão definindo suas cores e modelos preferidos de roupas, com auxílio dos pais claro. E o melhor é que essa visão mais leve sobre a infância pode gerar crianças mais saudáveis, com valores de união e uma auto estima fortalecida, pela liberdade de saberem quem são.
    🙂
    Beijos

    http://www.vestidadeceu.blogspot.com.br

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado Bárbara! Exatamente, criar uma criança com essas limitações tão vagas é algo tão bobo, e que as vezes, até priva a criança de expressar o que ela realmente é, com medo dos pais não aceitarem ou por achar que aquilo não é certo.

  22. Eu SUPER apoio à criação de roupas sem gênero pra todos ♥

  23. Que macacão mais amorzinho eu vou com certeza conhecer melhor a loja e sobre usar roupas sem gênero definido acho incrível !
    Beijos Kaila!
    http://www.silalmeida.com

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado Sil! ❤

  24. Tammy Cezaretti says: Responder

    ô meu deus que coisa mais fofa ♥ Totalmente bobeira isso de estipular “gênero” nas coisas infantis!

    Beijos,
    http://www.tammycezaretti.com

    1. Que bom que gostou Tammy, fico tão feliz!

  25. Oi Kaila! Nossa eu amei o seu texto! Achei ótima a reflexão e a estampa do macacão é linda!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado Michele! ❤

  26. Uma fofura essa macacãozinho achei mega fofo.
    Gostei de conhecer a loja e a proposta dela.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Facebook

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado Jana! ❤

  27. que bacana, muito legal essa iniciativa de deixar as roupas de bebê sem genero, assim é mais fácil escolher!
    bjs
    Patty Lye
    Blog Patty Lye | Canal Patty Lye | Instagram

    1. Pois é, fora que elas são muito bonitas! ❤

  28. César Augusto says: Responder

    Meu Deus que loja apaixonante, uma roupinha mais linda que a outra. Amei o post e conhecer uma loja tão maravilhosa foi sensacional.

    1. Fico tão feliz por você ter gostado! ❤

  29. Eu também amo muito roupas sem gênero, é uma coisa que tá começando mais forte agora e que eu espero que “a moda” pegue cada vez mais.

    1. Também espero! ❤

  30. Adorei bastante essa iniciativa. A gente estuda bastante formas de fazer roupas que se adaptem para ambos os gêneros, e uma marca infantil pensar nisso é bem genial. Adorei!
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    1. E o resultado é incrível, né? Impossível não se apaixonar! ❤

  31. Temos que começar a educar nossos filhos assim desde pequenos, para que eles possam nascer sem preconceitos e livres para optar e fugir dessas coisas hipócritas que a sociedade impõe a todos. Excelente post e amei demais , linda roupa e bela iniciativa!

    Beijos e um bom final de semana!
    Blog DMulheresInstagramFanpage

    1. Fico extremamente feliz por você ter gostado Sheyla! ❤

  32. Que texto mais lindo!

    A sociedade impõe vários rótulos como meninas devem usar rosa, meninos devem usar azul, não acho isso certo, as pessoas que decidem usar a cor que quiser, se eu gosto de azul ou rosa o problema é meu! Devemos ensinar aos nossos filhos que todos são iguais por dentro, que todos tem suas diferenças por fora mais são todos especiais nos seus jeitos de ser.

    Beijos!

    1. Exatamente! Fico muito feliz por você ter gostado Daiane! 😀

Deixe uma resposta