Por que as pessoas se preocupam tanto com a vida alheia?

Perco horas observando as crianças, o sorriso verdadeiro que elas distribuem cada vez que exploram uma sensação nova, a emoção de aprender palavras diferentes, a inocência e a alma vibrante são particularidades que me deixam fascinada. Quando chegamos a uma certa idade começamos a perceber que as coisas não fluem tão bem como imaginamos, velejamos sob um mundo fácil de ser explorado, mas incompreensivelmente o tornamos mais árduo. Diversos fatores me surpreendem diariamente, o mais melancólico deles é observar o quanto as pessoas pensam ter autoridade sobre nossas próprias vidas, como na mente delas tudo é inferior, pequeno e insuficiente, a escolha certa é seguir o que elas falam, pois em suas cabeças, esse é o caminho correto. Será que a vida não seria mais fácil se cada um se preocupasse com a sua realidade?

Cada ser é individual, o que se passa dentro do meu coração é diferente do que se passa dentro do seu, minha mente pensa de um jeito, minhas opiniões são formadas de uma maneira particular e os meus caminhos podem ser diferentes dos seus. Desde criança meu conceito foi esse, o mesmo pode ter sido gerado pela minha personalidade forte, mas se não fosse por ele não teria enfrentado tantos percursos diferentes. Podemos conviver com as mesmas pessoas diariamente, entretanto, mesmo com a rotina parecida, todas vivem de uma maneira distinta. Por isso, ninguém tem o direito de julgar ou de opinar sobre a vida do próximo, pois quem conhece a realidade e sabe o que enfrenta todos os dias é a pessoa e mais ninguém, nunca vamos entender a realidade do próximo, seja ela positiva ou não.

Uma pessoa passa perto de nós, cabelo escovado, uma roupa elegante, alguns acessórios, logo imaginamos o quanto a vida dela é extraordinária, sem ao menos saber se ela tem uma cama quente para deitar, o que ela precisou passar para estar onde está, o quanto itens da moda podem mascarar uma alma vazia. Um casal mora em uma casa singela, com dois filhos, um estilo de vida simples e todos os motivos do mundo para ter atritos, porém, com tão pouco eles conseguem ser mais felizes que muitos. São vidas divergentes, realidades distintas e sentimentos que jamais seremos capazes de entender.

Não seja o tipo de pessoa que aponta o dedo e pensa que a única maneira certa de viver a vida é aquela que você vive. Tão pouco seja aquela influenciada pelas palavras que as pessoas emanam. Dizer todo mundo diz, opinar é comum, falar e não fazer é mais ainda, pergunte a si mesma: com tantas formas para se viver, porque se limitar aquela que todo mundo vive? Deixe-me dizer uma coisa: fomos presenteados com uma passagem e devemos aproveitar nossos instantes da maneira que quisermos, nossa existência é curta demais para criar barreiras, para não se entregar, para se enquadrar em uma única coisa. Siga os caminhos que lhe atraem, faça coisas sem pensar, encare os resultados da sua vida de cabeça erguida, use as roupas que você gosta, permita-se, ria alto, dance até você se cansar, apaixone-se, se descubra, se conheça, explore esse universo, os sentimentos, sua alma, tenha em mente que se tudo der certo, amém, se não, saiba que nada é em vão.

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

76 Replies to “Por que as pessoas se preocupam tanto com a vida alheia?”

    1. Fico feliz! ❤

  1. olha, tai uma coisa que eu nao entendo! a gente ja tem tanto problema pra cuidar na nossa própria vida, nao entendo como as pessoas ainda se preocupam tanto com a vida dos outros

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

  2. Marisa Raquel Rocha Fonseca says: Responder

    Como pensar que as atitudes desagradáveis das pessoas perante os outros é um problema delas. Não levar nada pessoalmente é a maneira sã para nós vivermos ! beijoca Kaila
    Coco and Jeans by Marisa x My Instagram x My Bloglovin

    1. Concordo com você Marisa. ❤

  3. Oi, Kaila!
    Houve uma época que eu me importava com que as pessoas diziam pra mim, mas hoje em dia eu nem ligo. Ninguém paga minhas contas então… hahhahahhaha
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    1. Já me afetei demais também Lu, hoje ninguém vive minha realidade, então não aceito palpites.

  4. Depois que comecei ame importar menos com os outros, aprendi a viver melhor! Concordo muito com seu texto ;D

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com

    1. Que bom que gostou, fico muito feliz! ❤

  5. Jéssica Coelho says: Responder

    Eu acho que o mundo ia ser muito melhor se as pessoas parassem de se meter na vida alheia

    Beijos!!

    Jéssica R. Coelho Blog

    1. Sim, cada pessoa tem o direito de escolher o caminho que bem entender.

  6. Você escreve tão bem, que suas palavras nos tocam de algum jeito.
    Eu quando saio, me canso de ver como as pessoas são intrometidas e julgadoras umas das outras.
    Queria ter o poder de fazer seu post chegar à todas elas, porque somos diferentes e aceitar a condição de cada uma é nosso dever.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    1. Muito obrigada Le, enquanto escrevo tenho isso como foco, levar alguma mensagem para alguém, saber que isso é possível, é algo indescritível. ❤

  7. Disse tudo, Kaila! Acho que a vida da pessoa tem que ser muito vazia pra ela ficar preocupada com a vida dos outros, né? É algo que não faz o mínimo sentido, afinal o que as outras pessoas fazem ou deixam de fazer não afeta em nada a sua vida. Gostei muito da reflexão!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    1. Aconselhar alguém, de bom coração ou uma crítica construtiva é algo bom, mais as pessoas não sabem fazer isso, elas querem a todo custo nós ofender de alguma forma, é tão triste.

  8. Você sempre arrasando, acho que já disse isso né? kk
    Mas é um saco esse negócio de outras pessoas se meterem nas nossas vidas né? O jeito é ignorar o que elas pensam, assim você vivemos melhor! <3 beijos
    http://www.blogbelezamake.com

    1. Sim, e é algo que todo sabe o quanto é chato e não para de fazer. Semancol as vezes faz falta, hahaha. Obrigada Lu, fico feliz por você ter gostado! ❤

  9. Ninguém quer parar pra saber o quanto fulano lutou p ter td que tem, só julgam fulano pelo q ele tem, o pelo que acham que fulano é. As pessoas tem a pessima mania de n conhecer o outro mas msm assim julgar e apontar o dedo… isso é triste, mt triste!

    Bjooos

    1. E como é triste Fe, o pior é saber que isso não muda, só tem piorado.

  10. Eu amei esse texto e me identifiquei super com o assunto! Quando somos crianças somos tão leves, e depois sempre passamos pela fase do se meter e julgar as pessoas, até que em um próximo momento a ficha cai e vemos que tudo é mais fácil quando cada um cuida da própria vida. Acho que a gente estando feliz é o que importa, sem se preocupar com os outros.

    http://www.biigthais.com

    Beijoos ;*

    1. Sim, precisamos escolher os caminhos mais certos e leves, viver sem prejudicar ninguém e não ligar para a opinião das pessoas.

  11. Nossa, excelente post como sempre Kaila. Vc falou coisas certas mesmo, cada um pensa diferente e fomos criados de maneiras diferentes. Uma pena que as pessoas tenham dificuldade de entender isso.
    Tem post novo lá no blog, um beijo 🙂

    Blog | Facebook | Instagram

    1. Muito obrigada Carol, fico muito feliz por você ter gostado. ❤

  12. Oie
    Adorei a reflexão. Ultimamente eu não ando mais me importando muito com o que os outros pensam.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    1. Nossa vida flui bem melhor, não é? ❤

  13. Olá Kaila
    Arrasou em mais um texto lacrante!
    Eu não entendo como tem tanta gente cuidando da vida dos outros.
    Eu tenho tanta coisa pra fazer que não dou conta nem da minha vida!
    Nem conselho, se alguém pede, não gosto de dar, porque o que é bom pra mim pode não ser pra outra pessoa.
    Como vc disse cada um é uma singularidade
    Acho o fim tb (pré) julgamentos como é possível alguém julgar uma atitude se não conhece o motivo?
    Vc mandou super bem na reflexão.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    1. Muito obrigada Luli, fico muito feliz por você ter gostado. Acho que só vive é quem sabe, por isso é complicado opinar, aconselhar e apontar o dedo sem estar na pele de outra pessoa.

  14. É incrível né? Mas parece que é algo da natureza das pessoas mesmo, pq acontece muuuito…

    Beijos
    Mari Dahrug
    https://www.rabiskos.com.br

    1. É a única explicação, né?

  15. Post excelente Kaila! E eu estava pensando justamente nisso hoje mais cedo. Presenciei algumas pessoas falando mal de uma mãe, cujo filho estava chorando dentro de um supermercado e fiquei chocada com a falta de empatia e solidariedade de todos. Apontar o dedo e dizer que é feio é fácil. Mas na verdade ninguém sabe o que está se passando na vida daquelas pessoas. Julgar assim de maneira tão leviana é terrível. 🙁

    1. Sim, isso é tão comum, todos florescem a boca para reclamar, mas e para estender a mão? Ninguém!

  16. Mais um texto incrível!

    As vezes fico revoltada com isso de as pessoas se preocuparem tto com a vida dos outros, mas penso que fazem isso pq a delas é vazia. Claro que reparar em alguma coisa da vida alheia é normal, o problema mesmo é qdo passam até a interferir.

    Beijos.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    1. Muito obrigada Anete, fico tão feliz por você ter gostado. Sim, acho que olhar e ter uma opinião sobre o assunto é comum, mas querer palpitar ou opinar sobre a vida de alguém é algo desnecessário.

  17. Sou assim também, quero saber menos da vida dos outros para que isso não me deixe espaço para julgar, porque fazemos isso de forma inconsciente. Mas, adoro saber histórias de superação e luta, para nos instigar a melhorar e dar soluções de sair de um aperto. Lindo post.
    Zíper Chique

    1. Fico tão feliz por você ter gostado Vânia! ❤

  18. Essa menina é maravilhosa. Olha esses textos Brasil. Show. Pois é amore.se cada um cuidasse da sua vida, como cuida das dos outros, seria maravilha. Xeruh

    http://www.kleidenaira.com.br

    1. Sua linda, muito obrigada! ❤

  19. Eu nunca fui uma pessoa que se importa com opinião de outras pessoas,
    e também nunca fui o tipo que dá opinião na vida alheia rs, mas eu acho que essa nova forma de internet onde acompanhamos as pessoas.. acaba que vira uma forma de “se preocupar” com a vida de outras pessoas né? Pois acompanhamos e sabemos onde estão, o que estão fazendo.
    Kisses

    1. Sim, as pessoas expõe mais suas vidas na internet e isso acaba gerando ainda mais julgamentos.

  20. Nossa você falou tudo. Fico muito chateada quando dão opiniões nada haver na minha vida. Ninguém vive ou sente o que eu sinto. Por isso não fico dando pitado na vida dos outros. Cada um sabe de si, a gente tem é que se respeitar mais. Beijos
    Charme-se

    1. Sim, mais infelizmente esses pensamentos estão cada vez mais perdidos, é tão triste.

  21. Isso é algo que me pergunto diariamente. Porque as pessoas ficam cuidando da vida alheia? Será que a própria vida não é tão boa quanto gostariam e, para isso, decidem ficar cuidando e criticando a vida dos outros. Sei lá, não consigo entender. Seria tão bom se as pessoas olhassem só para os seus problemas e tentassem resolver, sem ficar enchendo o saco dos outros, kkk.

    Beijos,
    Blog Gaby Dahmer

    1. Seria mesmo, acho que viver e cuidar da sua própria vida é algo muito difícil para algumas pessoas, elas não se contentam em não cuidar da vida alheia.

  22. Um texto que todo mundo deveria ler!
    http://www.byanak.com.br

    1. Obrigada Ana! ❤

  23. Ah, sua linda, que bom seria, né? Claro que a diferença começa por nós, e que temos que cuidar com as coisas que temos como naturais, que são na verdade, julgamentos e preconceitos, que não temos nada que nos meter e opinar em coisas que não fazem parte da nossa vida, e que simplesmente temos que deixar as pessoas viverem as suas vidas como elas bem entenderem, desde que isso não afete a vida de ninguém – no sentido de violência ou problemas do tipo. Achei muito bacana tu levantares esse assunto aqui e veres as coisas por esse ângulo, com essa abordagem!

    brilhodealuguel.com

    1. Muito obrigada Thayse, se cada um fizer sua parte os poucos nosso mundo se tornará um lugar melhor. Desde que você viva nos caminhos do bem sem fazer mal a ninguém, nenhum ser tem direito de opinar mesmo. ❤

  24. Normalmente as pessoas que se preocupam tanto com a vida alheia, são pessoas que não estão satisfeitas com suas próprias vidas. Ao longo da vida a gente vai aprendendo a dura realidade. Até meus 19 anos, eu julgava assim mesmo como você descreveu. Tinha uma menina da minha sala na faculdade, que ela ia toda maquiada e arrumadona pra faculdade daí eu ficava falando pra mim mesma “Por quê essa garota vem toda montada pra faculdade? A gente só vai estudar, não precisa passar um reboco na cara às 7h da manhã” e quando ela não ia de maquiagem, ficava de óculos escuros o teeempo todo. Resultado: descobri depois, conversando com a garota, que ela saia da faculdade e ia trabalhar, por isso ela ia toda maquiada e arrumada já pra faculdade. Porque ela saia da faculdade e ia correndo pra loja onde trabalhava que era no shopping do lado da faculdade, uma loja bem estilosa e tal, por isso ela ia toda arrumada. Depois disso, tomei aquele choque de realidade. Parece que a vida virou pra mim e falou “Queridinha, se preocupe com a SUA vida”. Enfim, adorei o post, Kaila!

    1. As pessoas possuem uma realidade bem diferente do que a gente acha, já me surpreendi muito com algumas histórias também. Por isso, devemos pensar duas vezes antes de julgar, pensar e manter aquela opinião em nossos pensamentos é uma coisa, imagina distribuir esse ódio gratuito e depois conhecer a história dela? Seria dois tapas na cara. Pensar é normal, mais distribuir esses julgamentos é desnecessário.

  25. Adorei o texto, realmente temos que nos preocupar mais conosco!
    Beijos!
    pequenomundodasresenhas.blogspot.com – Siga o blog para nos ajudar a crescer !

    1. Fico feliz por você ter gostado, viu? ❤

  26. Amazing post!
    Can you follow me? I follow you 🙂

    Have a nice day!
    murasakiiroanu.blogspot.com

    1. Yes! Thank You. ❤

  27. Ka, que saudade gigantesca que eu estava daqui e de cada uma das suas reflexões que trazem detalhes que, muitas vezes, acabam sendo banalizados. Não é clichê falar sobre a desconstrução dos estereótipos, dos julgamentos pelas capas, porque, infelizmente, ainda não é costumeiro que seja visto além disso. Entrei em um relacionamento conturbado recentemente. Entre idas e vindas, fomos nos fortalecendo e equilibrando, mas para quem via de fora, poderia só a fraqueza ser alcançada. São tópicos assim que precisam ser reanalisados, a ideia de que sempre tem algo além da superfície e que, por mais que ela seja muito quando vista de perto, é nada quando analisada de longe.

    http://www.semquases.com

    1. Saudades Vanessa, seus textos estão fazendo falta por aqui! Fiquei muito feliz por você ter gostado. ❤

  28. QUE HINO DE TEXTO, KAILA!!! Adorei e super concordo contigo! Me pergunto isso tantas vezes, afinal, existem tantas áreas da nossa vida que a gente tem que cuidar diariamente, como: estudos, trabalho, cursos, saúde do corpo, saúde mental, boa alimentação, prática de exercícios, atenção a família, atenção aos amigos, atenção ao namoradx, coisas pessoais… É tanta coisa que a gente precisa lidar e mesmo assim ainda tem gente que arranja tempo pra ficar dando pitaco na vida alheia!!!!!!! Eu realmente não entendo porquê as pessoas fazem isso… é complicado mesmo.

    Com amor,
    Steph • Não é Berlim

    1. Muito obrigada Stephanie, fico muito feliz por você ter gostado! ❤

  29. Me faço essa pergunta todos os dias, Ka! Principalmente por conta do meu ambiente de trabalho, já tô esgotada de gente que se importa demais com a vida dos outros!
    Amei teu texto <3

    Beijão, mariasabetudo

    1. No trabalho isso é bem intenso, as pessoas criam essas picuinhas apenas para boicotar os amigos de serviço. É triste demais!

  30. Kaila, parabéns pelo texto.
    Se tem algo que eu destesto é palpites na minha vida e acho que ninguém tem o direito de julgar as pessoas.
    Cada pessoa passa por dificuldades, algumas mais outras menos, mas todo mundo passa.
    Temos é que respeitar as diferenças!

    Big Beijos,
    LULU ON THE SKY | YOU TUBE

    1. Muito obrigada Lulu, fico feliz por você ter gostado! ❤

  31. Oi Kaila, adorei o texto, o título do post é uma boa pergunta rsrrss detesto gente que fica apontando o dedo para os outros e julgando.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    1. Que bom que gostou Mi, fico muito feliz! 😀

  32. Olha Kaila eu acho que muita gente não tem com o que se ocupar e por isso falam da vida alheia, as pessoas precisam ser mais felizes que ai não vai ter tempo de se ocupar com coisas do tipo!!
    Beijos amei o texto reflexivo!
    http://www.silalmeida.com

    1. Pois é Sil, fico feliz por você ter gostado do texto.

  33. César Augusto says: Responder

    Amei que post mais lindo disse tudo, não sei o porque de tanto as pessoas cuidarem uma da vida das outras, mais na hora de ajudar ninguém ajuda ninguém lastimável.

    1. Pois é, as pessoas estão tão desprezíveis.

  34. Olá Kaila,
    Acho que é falta do que fazer.. hahahahah até hoje eu escuto as amigas da minha mãe falar do meu ex-casamento e querem saber o porque terminou. hahahaha Eu nunca fui preocupada com o que as pessoas acham da minha vida, porque tenho o costume de deletar as pessoas do meu facebook.. as pessoas gostam de ter assunto pra falar.. eu sou do tipo paz e amor!

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

    1. É incrível como elas amam fuxicar sobre a vida alheia, você está certinha!

  35. Olá
    Eu vivi por muito tempo fazendo aquilo que agradaria alguém. Primeiro fazendo o que agradava meus pais, depois o que agradava meus amigos, depois o que agradava algum namorado, um chefe… Hoje aprendi a fazer o que agrada a mim. Não é fácil tomar essa decisão porque quando vivemos do nosso jeito, somos julgados, mas é melhor que viver uma vida de mentiras.

    Vidas em Preto e Branco

    1. Sim, hoje faço que me faz feliz, o que está dentro das minhas possibilidades. Não tem nada melhor!

  36. A vida é tão cuta demais! Devemos aproveitar cada segundo, temos mesmo que rir alto sem vergonha, usar a roupa que quisermos, poder amar sem medo. Ao invés de tudo isso, existem pessoas que se preocupam mais com a nossa vida do que a delas, ao invés delas ficar casando defeitos nos outros, por que não vão se divertir, ser feliz? Se pelo menos fizessem isso seriam mais felizes e não vazios.

    Beijos.
    Rosa Rourse

    1. Exatamente Daiane, é assim que penso..

Deixe uma resposta