4 coisas que devemos fazer antes dos 18 anos

Sair de casa não transformou apenas minha rotina, renovou minha forma de enxergar a vida. Dar de cara com o mundo como ele realmente é me fez tomar coragem para enfrentar e viver novas situações, isto proporcionou mudanças significativas no meu ser. Ter pessoas para nós proteger é uma dádiva que infelizmente não é eterna, viver sem elas é enfrentar inúmeros aprendizados. Gostaria de ter vivido todos esses anos com a mentalidade que tenho hoje, sigo feliz por ver que o tempo irá passar e que esse amadurecimento só tem a melhorar. Esperamos sempre pelo amanhã, pela nova idade, pelas férias ou pelos finais de semana, sem perceber que não precisamos de nada disso para explorar esse universo, para isso não importa nossa idade ou nossa localidade, precisamos apenas viver cada fase da nossa vida, intensamente e como nosso coração pede. Até hoje, quantos momentos únicos você vivenciou? Quantos te marcaram de uma forma tão rara que daria tudo para reviver? O que passou, já se foi, mas o que há por vir, pode ser aproveitado excessivamente.

Se há anos atrás, tivesse percebido que a amizade com nossos pais é tão importante quanto respirar, teria vivido dezoito anos mais felizes. Acontece que não importa a quantidade de broncas que você levou, o quanto eles são bravos ou extrovertidos, briguentos ou ciumentos, pegajosos ou soltos demais, nada nem ninguém nunca substituirá o espaço que eles possuem no nosso coração, quando esse espaço não é preenchido, a falta e o desejo de te-los por perto é intenso e parece que nada na nossa existência é completo. Pais são aquelas pessoas que nós ganham com uma palavra, que tem o dom de nós entender como ninguém, que estão ali em qualquer situação e nunca, independente de qualquer coisa nós deixará na mão.

Viver sem preocupação, sem responsabilidades e compromissos é algo que só acontece na infância e na nossa adolescência, trocava um passeio para ficar horas no computador, evitava de ir na casa das minhas amigas para ficar no quarto, porque na minha ”rebeldelêscencia”, pensava que o mundo estava contra mim. Hoje aproveitaria muito mais estes instantes, que depois de um tempo são ocupados pelo cansaço e pelas obrigações diárias. Aliás, mudaria muitas coisas nesta minha fase, como por exemplo, deixar de viver e fazer inúmeras coisas por medo do que as outras pessoas iriam pensar e falar. Usaria aquele tênis rosa tranquilamente hoje, prenderia o cabelo mil vezes se isso fosse tornar meu dia mais prático, ouviria minhas músicas prediletas no som mais alto e sim, diria muitas coisas que deixei de falar por medo de magoar alguém.

Deixaria de querer ter a vida das minhas amigas para viver intensamente a minha, que era e é tão extraordinária quanto qualquer outra, simplesmente por ser minha e de mais ninguém. Imaginar que a vida do próximo é perfeita só porque ele tem o celular do ano, usa a calça da marca tal, anda com a coleguinha mais conhecida da escola, é uma ilusão que costuma afetar muitos adolescentes. Essa sensação de que nossa vida não é tão excepcional como a do próximo, frusta. Mas, digo e repito, não existe vida perfeita, nossa existência é constituída pelas nossas escolhas e por quem nós somos, ela pode tomar qualquer caminho, só depende de nós.

E por último e não menos importante é: pare de querer se encaixar nos padrões impostos pela sociedade. Nosso corpo é tão especial quanto de qualquer outro ser, assim como nosso cabelo, nosso sorriso ou nossa personalidade. É incrível ver que as pessoas que impõe as coisas são as que menos segue e pior, pelo julgamento e pela pressão tornam a vida de uma outra pessoa perturbadora. Somos tão especiais, por sermos nós, nunca deixe de querer ser quem você é, pois dessa forma você é única.

Você se identificou com algum desses tópicos? Fala sério, se soubéssemos dessas coisas antes dos nossos dezoito anos teríamos aproveitado ainda mais essa fase, não é?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

66 Replies to “4 coisas que devemos fazer antes dos 18 anos”

  1. Adorei o último ponto que coloquei, a gente demora para aprender isso né?

    Beijo
    😉
    Blog| Instagram| Canal no Youtube|

    1. Fico feliz por você ter gostado, viu? 😀

  2. Lindo o texto..
    Acho o que mais sinto falta da minha vida antes dos 18 é o viver sem preocupação..

    Dani Ramos
    http://donaengenhosa.com.br/

    1. Acho que é a parte que mais sinto falta também. ❤

  3. Adorei! <3 o pior é que tem gente que já passou há muito dos 18 e ainda não aprendeu nada disso, principalmente a parte de não precisar se encaixar, né?
    mas me deu um desespero esse texto de ver como eu já passei do 18 há MUITO tempo HAHAHAHAH =\

    Beijinhos
    n. // http://www.fashionjacket.com.br

    1. Não se desespere, todas as fases são tão raras! Infelizmente muita gente ainda não percebeu coisas simples da vida, né? ❤

  4. Não posso reclamar não, aproveitei muito, mas muito bem essa fase da minha vida. Sinto falta até hoje!

    Beijo!

    1. Depois que essas fases passam, vemos como era bom, né? ❤

  5. Amei muito seu texto Kaila!
    Mas acho que por isso todo mundo passa né? E a gente entende a expressão “aproveita enquanto você pode” a medida que a gente amadurece! Ouvia muito isso dos meus pais e hoje falo muito para os meus filhos! Mas certas coisas a gente tem mesmo que aprender e entender sozinhos!
    Beijãooo 😉
    Jake
    Blog Jake Badulake

    1. Pois é, acho que nada como os aprendizados das experiências, né? ❤

  6. Oie
    Adorei a reflexão. Eu não aproveitei esta fase da minha vida, mas fui muito feliz nesta fase.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    1. Fico feliz por você ter gostado, viu? 😀

  7. Oi, Kaila!
    Adorei seu post! Ainda tenho 15, então vou tentar pôr em prática tudo que você citou kkkkkk.
    Beijos,
    viciadas-em-livros.blogspot.com

    1. Depois me conta se isso te ajudou! ❤

  8. Sabe, eu não fui uma adolescente que namorou muito, que foi a festas e fez muitas besteiras, mas… posso dizer que eu aproveitei demais essa época da minha vida e não me arrependo de nada. Parte da minha transição de adolescente para adulta foi bem complicada por problemas de saúde, mas eu aproveitei sempre, cada momento, por que, mesmo sendo ansiosa e tendo sempre um olhar para o futuro, como vc disse, eu também amadureci, e percebi que apenas esperar o futuro nos deixa estagnados no presente. Então, eu tento viver o presente, cada fase da minha vida.
    Também tive minha fase rebeldelecência, ahsuhau. Acho essa parte da vida normal, todo mundo tem e ela é diferente para cada um. Me identifiquei com todos os pontos, principalmente sobre a parte de viver sem preocupações, por que a responsabilidade da vida adulta é mesmo muito dura.
    Beijo, http://www.apenasleiteepimenta.com.br

    1. E como é Leslie, fui uma adolescente bem tranquila também! 😀

  9. Viver sem se preocupar, ai que saudades
    bjs

  10. Olá Kaila
    Sempre fico admirada com seus posts, acho incrível como vc é adulta apesar de tão novinha!
    Eu aproveitei bem minha infância e adolescência, fui uma criança relativamente calma e na adolescência não fui rebelde rsrs
    Fui siiiiim meio pestinha e aprontei um bocado, mas nada muitooo radical.
    Concordo com você que nossos pais são insubstituiveis, eles nos amam do jeitinho que somos e sempre, não importa o que a gente faça eles estão lá do nosso lado apoiando.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    1. Obrigada Luli, seus comentários me deixam sempre tão feliz! ❤

  11. Oi, Kaila!
    Adorei o último ponto… demorei demais a colocar em prática.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    1. Fico feliz por você ter gostado, viu? ❤

  12. Ja passei ha mto tempo dos 18, mas adorei as dicas.
    Mesmo agora já bem longe dos 18 (pra mais), as vezes ainda me pego querendo me encaixar nos padroes e ou converso com amigas que tb as vezes estao tentando se encaixar em padroes impostos pela sociedade. Essa é uma dica para a vida.
    Beijos

    1. Pois é, quando deixei de ligar para esses padrões consegui viver mais feliz! ❤

  13. Existem coisas que só enxergamos com a maturidade e os tombos que levamos na nossa vida. Apesar de ter vivido meus primeiros 18 anos em uma época bem diferente, curti muito seu texto. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    1. Fico muito feliz por você ter gostado, viu? 😀

  14. Eu estava pensando isso estes dias, sério. Eu pensei como eu era ingênua e insegura, poderia ter aproveitado muito mais. Hoje tenho 26 anos e acho que passou rápido. Mas graças a Deus a gente muda, amadurece e cá estou eu dando mais valor ao que importa e tentando aproveitar mais né?
    Beijos <3
    Charme-se

    1. Sim, comecei a viver mais intensamente o presente também. ❤

  15. Excelente texto, pode ser que sirva para abrir os olhos a quem ainda não tem 18 anos. 🙂 Infelizmente a maioria de nós só valoriza e se apercebe dessas coisas depois de passar essa fase…

    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    1. Pois é! Fico feliz por você ter gostado, viu? 😀

  16. Como eu queria ter aproveitado mais a minha infância, minha adolescência, hoje sinto tanta falta disso, brigava por coisas nada a ver :/ eee saudade!!!! haha
    Adorei o post, adoro o jeito que você escreve! Beijos
    http://www.blogbelezamake.com

    1. Eu era bem assim também, obrigada Lu, fico feliz por você ter gostado! ❤

  17. Já passei dos 18 tem tempos, mas esse último tópico é bem recorrente na minha vida e na vida de todos. Mas os temas são pertinentes.
    O melhor é saber nos respeitar e respeitar o outro acima de todas opiniões, criticas e preconceitos.
    bj http://diadebrilho.com

    1. Pois é Wanessa, isso deve ser primordial! ❤

  18. Realmente quando eu era mais novinha vivia querendo ter a vida das minhas amigas, isso me amargurou durante muito tempo ;(
    mas hoje eu dou graças a Deus por minha vida não ser como eu quis um dia

    1. Pois é Ana, hoje vemos que tudo é ilusão, né?

  19. César Augusto says: Responder

    Adorei esses tópicos, adoraria ter aproveitado mais minha adolescência. Excelente texto.

    1. Que bom que gostou, fico muito feliz! ❤

  20. Acho que uma loucura muito grande dessa época antes dos 18 é querer se encaixar nos padrões e sentir muita vergonha do nosso corpo, dos nossos “defeitos”, sendo que isso até entra em outro tópico que mencionasse: a questão da nossa vida ser única e ser extraordinariamente nossa! Temos que valorizar aquilo que temos e desencanar, aproveitar cada momento. Achei um amor esse post!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    1. Obrigada Thayse, fico muito feliz por você ter gostado! ❤

  21. Olá Kaila,
    Gostei muito do post, mas vejo que deveria ter mudado alguns itens em relação aos meus pais, em relação a mim.. eu sempre fui e sou uma pessoa obediente perante os meus pais.. vejo ao meu redor que ninguém é como eles. Mas, ao mesmo tempo eles me ensinaram tantas coisas sobre o que eu sou hoje e creio que não mudaria nada ou seja, apenas um item de ter dado o primeiro beijo hahahaha xD eu poderia ter escolhido qualquer garoto lá nos meus 14 ou 15 mas, não escolhi um quando completei 18 anos. Eu sempre esperei a reciprocidade das pessoas comigo… (x

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

    1. Acho que existe famílias e famílias, infelizmente não são todas que tem uma relação de cumplicidade, de carinho e de bons conselhos. Independente disso, precisamos dar valor à eles e saber o tipo de relação que devemos ter.

  22. Nequeren Reis says: Responder

    Citações maravilhosas mais amei as dicas sou novinha ainda, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    1. Que bom que gostou, fico muito feliz! ❤

  23. Coisas muito importante, mas que nessa idade muitas vezes não temos maturidade para enxergar né?

    Beijos
    Mari Dahrug
    https://www.rabiskos.com.br/

    1. Sim, graças a Deus passamos por aprendizados que nós mostram, né? ❤

  24. Ahh, se eu tivesse lido isso antes dos 18 <3

    mariasabetudo

  25. Eu concordo com você, só depois de mais velha que fui dar valor às tardes com tempo livre, a não pagar contas, ou ficar mais tempo com meu pai ou avó, que já se foram.
    E quanto ao corpo eu quero alcançar o meu melhor, porque quando a gente se ama os outros percebem.

    Zíper Chique

    1. Vivemos de fase, é bom ver nossa evolução em cada uma delas. Precisamos sempre viver e procurar coisas que nós deixa bem! ❤

  26. Gostei bastante do post seu texto está perfeito amiga.
    Adorei saber o que fazer antes dos 18 anos, essa minha idade já passou faz tempo mas com certeza aproveitei bastante e muito bem.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Facebook

    1. Fico feliz por você ter gostado Jana! ❤

  27. eu demorei pra parar de me importar com os padrões da sociedade! mas felizmente agora não me importo não!

    xoxo
    Guria do Século Passado

    1. A gente vive bem melhor, não é? ❤

  28. Menina, que texto MARAVILHOSO <3
    A vida é exatamente isso, a gente sempre acaba deixando de fazer coisas e muitas vezes enxergamos lá na frente.
    Obrigada por possibilitar essa reflexão, sua linda!

    Um beijo enorme!
    Carla Carrais | http://www.cahcarrais.wordpress.com

    1. Muito obrigada Carla! Nada disso seria especial se eu não tivesse leitoras como você. ❤

  29. Eu sempre fui uma pessoa a frente da minha época, então eu curti demais, aproveitei o que pude e não pude também. Vivia na rua com as amigas, matei aulas, ia pra festas, me rebelei, endireitei, continuei curtindo a vida, fiquei com vários carinhas que eu queria ficar. Usava a roupa que eu mais gostava e não tava nem aí se combinava, aliás, eu sempre dava um jeito de “ditar moda” naquela época, porque eu era amiga de todo mundo – ou quase – da escola, então era meio que popular. Eu tive uma fase rebelde, mas depois disso, eu aprendi a me comunicar mais com meus pais, a aproveitar mais o tempo com eles. Desde então eu sou a companheira da minha mãe pra muitas coisas, ia só eu e ela pra praia. Com meu pai eu fiquei bem mais apegada do que o normal e muito mais carinhosa também. Então, não posso dizer que deixei de viver a vida. Só me privei um pouco das coisas nos últimos 5 anos, que foi quando voltei a morar aqui e percebi quantas feridas eu tinha das lutas constantes de morar sozinha. Então eu meio que me fechei e construí minha bolha particular, mas aos poucos tenho voltar a fazer as coisas de novo, mas agora de forma mais madura e consciente.

    Beijos

    1. Fico feliz em ver que você curtiu intensamente essas fases, tem muita gente que deixa elas passarem despercebidas, e querendo sim ou não, elas são uma das melhores que a gente tem, né? ❤

  30. Saudades da minha adolescência.
    Acho que aproveitei bastante. 🙂
    Queria não ter tantas responsabilidades como tenho agora.

    1. Pois é, acho que as responsabilidades estão nós sobrecarregando!

  31. Já passei dos 18 faz um tempinho, mas acho que eu aproveitei eles do jeito certo. É uma fase da minha vida que não me arrependo de nada, só começou a piorar depois que “virei adulta” hahaha Sinto falta de quando só tinha que me preocupar com o colégio e a vida era bem mais fácil, isso nunca vou superar x) E acho que os adolescentes deveriam dar mais valor à eles mesmos, sem ficar se comparando com os outros e só aproveitar a vida (e estudar muito!) haha

    Beijinhos
    tipsnconfessions.blogspot.com

    1. Pois é, a gente perde tanto tempo com coisas tolas quando somos novos, né?

  32. Amei teu texto ♥. Eu aprendi tanta coisa e amadureci tanto nos meus 18 anos/19. Se eu tivesse vivido uma vida com a mentalidade que eu tenho hoje em dia, com certeza eu teria sido mais feliz. Mas já que não rola voltar ao tempo, só me resta aproveitar o agora. As responsabilidades vão me surgindo aos poucos e aos poucos eu vou aprendendo viver essa nova louca fase da minha vida: a fase adulta.
    Outra coisa bem legal que tu disse foi “pare de querer se encaixar nos padrões impostos pela sociedade”. Na adolescência parece que a gente vive um bom tempo tentando se encaixar em algum padrão. Eu sempre me senti fora do padrão, a excluída e antissocial. Hoje em dia o que eu mais gosto é não me encaixar em nada especificamente. Me faz sentir única (que é o que todos nós somos).
    Beijos,
    Mundo perdido da Carol
    Fan Page
    Instagram

    1. Me sentia assim e só depois percebi que quem faz esses padrões somos nós, hoje me sinto totalmente diferente. Fico feliz por ter enxergado essas coisas cedo! ❤

  33. Mais essa menina arrasa na escrita em. Pior que tudo que foi dito é verdade amore. Meus 18 já foram embora faz tempo, mas tem muitas coisas, que se pudesse, voltaria atrás, para viver bem melhor os momentos, mas fico feliz com o que já vivi. Xeruh!!!

    http://www.kleidenaira.com.br

    1. Own, obrigada Kleide! Fico feliz por você ter gostado. ❤

Deixe uma resposta