A resistência em se aceitar

Se sentir um peixe fora da água é muito comum, a sensação de não se encaixar em lugar é constante, se sentir diferente dos rótulos impostos pela sociedade é uma das maiores dificuldades vividas por alguém. Quando criança gostava de ficar na rua, correndo, pulando corda ou brincando de pega pega ao invés de brincar de boneca ou de casinha, tempos depois preferia brincar de padaria, de loja ou assistir desenhos ao invés de ir para a casa das minhas amigas, na pré adolescência os problemas com o espelho começaram a surgir, o cabelo não era legal, o corpo não era ideal, os caminhos ficaram estranhos, mas depois de um tempo, me encontrei e percebi que esses fantasmas sempre estarão presentes em nossas mentes, seja por ligar para a opinião dos outros, por escutar comentários ofensivos ou por dar bola para os rótulos impostos pela sociedade. Há quem diga que precisamos de barriga chapada para ser feliz, para outros basta estar ao lado do menino mais comentado da escola, mas para mim a felicidade não é alcançada por ter ou estar, é conquistada através da aceitação.

Confrontar alguns problemas pode não ser fácil, no entanto grande parte deles não aparecem em nossas vidas através do mundo externo, essa briga é interna e se a alimentarmos iremos estar nós entregando. Pais desaprovação não é rebeldia, combates internos não acontecem por conta da idade. Nestas horas, tudo que seu filho precisa é de uma pequena palavra de conforto, que demonstre o quão importante ele é. Demorei alguns anos para perceber que nossas particularidades são tudo que temos, ter o cabelo diferente, nosso sorriso amarelo, andar de um jeito desengonçado, ter a voz mais fina ou usar nossas roupas amassadas nós torna inigualável.

Essa batalha interna será constante em nossa existência, o que muda é a forma que iremos reagir diante à ela. Pensou que o seu cabelo poderia ser diferente? Agradeça por ele ser diferenciado de todos os outros. Se achou gordinha e não vai vestir aquela roupa? Pense na quantidade de pessoas que daria tudo para ter um corpo igualzinho o seu ou nas milhares que iriam amar usar aquela peça que hoje você está rejeitando. Seus amigos da escola te deixam de lado? Isso mostra o quão especial você é, suas particularidades são singulares para ser entendidas por pessoas normais, ao invés de se sentir triste ou desencaixada, aproveite esse tempo para entender e explorar um pouco mais de si mesma. Seus pais não te entendem e julgam sua negação? As vezes tudo que eles precisam é de um empurrãozinho, se você se abrisse e dissesse o que está lhe incomodando, as coisas poderiam se tornar mais fáceis.

Independente do momento que você está enfrentando saiba que toda batalha tem um fim, somos donos dos nossos atos e dos resultados da nossa trajetória. Todos os dias meu cabelo acorda bagunçado, odeio que me acordem e demoro séculos para levantar da cama, meu dia só começa depois que a casa estiver organizada, amo tirar cochilos depois do almoço, não sei a hora de parar de brincar e odeio que me fazem cocegas, quando penso em usar um cropped minha barriga fica de mal de mim e resolve dobrar de tamanho, quero as coisas do meu jeito e emburro por qualquer coisa. Mas, no fim dessa grande lista de defeitos percebi que rejeitar esses atos é rejeitar a mim mesma. Agora te pergunto, porque reprovar as únicas coisas que me tornam tão incomparável?

Espero muito que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post.

68 Replies to “A resistência em se aceitar”

  1. Kaila eu acho que a aceitação está em primeiro lugar, e depois vêm a autoestima que faz tudo ir bem, agente fica de bem com a vida e tudo flui!
    As fases ruins mais vão embora então tudo é questão de tempo.
    Beijosss
    http://www.silalmeida.com

    1. E como fluem, aceitação é nossa base.

  2. Kaila você arrasou no texto!
    Temos que nos aceitar como somos, cada um com seu jeitinho e ser feliz!
    Beijinhos
    Blog Entre Garotas

    1. Muito obrigada, viu? Fico tão feliz por você ter gostado! ❤

  3. Oie
    Adorei a reflexão, às vezes não é fácil o processo de aceitação, mas depois que isso acontece a vida fica muito mais feliz.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    1. Ela flui naturalmente, como deve ser sempre. ❤

  4. Linda reflexão e se aceitar é o caminho da felicidade!

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    1. Que bom que gostou Pam, fico muito feliz! ❤

  5. adorei o post, acho que a gente vive sempre nessa batalha interna e tem que tentar se aceitar o mais rapido o possivel pra ser mais feliz!

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    1. Sim, não é um processo fácil, mas é essencial para uma vida melhor! ❤

  6. Excelente post! Mas graças a Deus já passei dessa fase de aceitação há muito tempo. xD

    Beijo.

    1. Fico muito feliz por você ter gostado, viu? ❤

  7. Lindo texto! Eu passei a adolescência inteira não me aceitando por ser baixinha e magrinha, hoje em dia sou super de boa comigo mesma, mas é claro que sempre tem uns dias que a gente cai.
    Beijos,

    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br/

    1. Esses momentos incertos sempre estarão presentes, você não pode nunca dar razão para eles. Se ame intensamente sempre, em primeiro lugar!

  8. Ana Luísa Floro Negrão says: Responder

    Olá Linda… Excelente reflexão… Concordo plenamente.
    Acho que todas nós já sentimos isso tudo… A aceitação é a chave para a felicidade
    Beijinhos

    1. E como é Ana, fico feliz por você ter gostado! ❤

  9. Gostei muito do post! 🙂 Primeiramente temos que nos aceitar a nós próprios, quando isso acontecer o que os outros pensam não deveria interessar. 🙂

    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    1. Sim, é bem assim mesmo Inês. Acho que tudo o que não agrega, não deve ter importância. ❤

  10. Oii
    Belo texto e pura verdade!
    Acho que todo mundo já passou por isso um dia, né
    as pessoas que não nos aceitam não nos merecem
    bju
    Karina Pinheiro

    1. Sim, tentar estar dentro dos padrões é uma coisa comum. ❤

  11. Que texto maravilhoso, Kaila! Acho que tds passamos por isso, mas felizmente com a maturidade a maioria de nós encontra a aceitação e isso nos torna + fortes e passamos a nos julgar menos.

    Beijos.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    1. Sim, depois de um tempo a opinião alheia não incomoda.

  12. não devemos rejeitar nosso jeito mesmo, mas tem coisas que podemos melhorar né!
    Pra mim uma barriga chapada não vale a pena no lugar de perder comidas gostosas.. mas deixar de ficar emburrada quando estou com fome é algo que eu preciso mudar
    kisses

    1. Sempre fico emburrada quando estou com fome, principalmente quando quero algo específico e não posso comer, haha.

  13. Olá! Como vai?
    Amo seus textos, o ideal é aceitar como somos, somos únicos e isso faz toda diferença. Sei que estamos numa sociedade onde desde bem pequenos somos rotulados e muitas vezes rotulamos ms, aprendemos com o passar do tempo e com o amadurecimento que cada ser é especial e isso é o mais importante.
    Super amei seu texto, é bem reflexivo e todos deveriam ler.
    Beijocas.

    http://www.meumundosecreto.com.br

    1. Oi Vanessa, tudo bem e você? Muito obrigada! Fico feliz em saber que você gostou. ❤

  14. A minha frase é – seja você mesmo – pena que quando a gente é mais nova liga pra todos esses “defeitos” hoje em dia nem ligo.

    Beijos

    1. Sim, principalmente na época de escola, né? Mas, depois passa. ❤

  15. Só digo uma coisa: compartilhei antes mesmo de comentar aqui. O texto tá tão maravilhoso que não resisti, rs. Por certo lado, eu fui privilegiada por ser meio rebelde desde muito nova, pois deixei de me importar com o que os outros pensam muito cedo. Mas isso não me livrou de certos comentários que, sim, me incomodavam bastante. Criticas que faziam e me magoavam. Defeitos que apontavam e não precisavam, pois eu tenho espelho, né? Só que depois que comecei a me aceitar mais como sou, parei dar tanta importância. Isso para ti ver que estereótipos não quer dizer nada, pois eu sempre fui meio “famosinha” na escola, era amiga de todo mundo, sempre da turma do fundão, dos mais conhecidos da cidade. E mesmo me amando desde muito nova, eu vivi fases em que não aceitava certas coisas em mim. Hoje, com quase 30 anos, depois de estar a 2 anos sozinha, pude me encontrar e perceber tanta coisa que antes eu não era capaz. Foi quando decidi viver um tempo comigo mesma que me aceitei de verdade e decidi não aceitar críticas e ofensas. É como sempre digo: elas são como presente, só afetam se aceitarmos. E, a opinião dos outros é um problema só deles, isso não significa que sejamos daquela forma. Tampouco devemos aceitar que somos.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    1. Que comentário lindo! Obrigada por compartilhar Gaby. Viver pela opinião dos outros é pedir para ser enganada, ninguém é perfeito, todos possuem defeitos e erram, não devemos priorizar e querer ser algo impossível, devemos ser pessoas únicas e basta ser nós mesmas para alcançar esse objetivo! ❤

  16. Que fofa! Amei o post, suas palavras foram lindas, dignas de aplausos.
    Beijos ❤
    Jardim de Palavras

    1. Muito obrigada, não sabe como fico feliz em ler isso! Fico ainda mais feliz por você ter gostado! ❤

  17. A gente vive e aprende a se aceitar mais com o tempo. Não é fácil a ditadura da beleza.
    big beijos

    1. Sim, mais é ainda pior viver em torno dela! ❤

  18. OOi, adorei a reflexão. Já nascemos com um idealismos onde devemos seguir as regras imposta pela sociedade. Quando eu era criança o que eu mais gostava era brincar na rua, e sempre deixei as bonecas de lado, elas nunca tiveram graça.
    Beijos bom final de semana
    http://bellapagina.blogspot.com.br

    1. Sim, infelizmente esse idealismo afeta e muito.

  19. Que ótimo post amiga adorei o texto muito bom.
    Nem sempre é fácil se aceitar graças a Deus nunca tive isso comigo.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Facebook

    1. Fico muito feliz por você ter gostado Jana! ❤

  20. “Por que reprovar as únicas coisas que me tornam tão incomparável?” EXATAMENTE! Eu queria tatuar essa frase na minha testa. É bem isso que muuuuitas pessoas deviam ouvir, mas é como você disse: a aceitação é uma luta interna. Infelizmente não importa quantos textos motivacionais a gente ler se ainda não tivermos nos aceitado por dentro, né? Mas claro que os textos ajudam, nos inspiram e nos motivam a começar a buscar essa aceitação dentro da gente, por isso textos como esse são tão importantes! Amei <3
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    1. Só você Gabs, haha. Fico muito feliz por você ter gostado, infelizmente quando temos uma certa idade somos mais frágeis com esse tipo de coisa, com o tempo isso passa e percebemos o quanto fomos bobos por deixar isso nós afetar. ❤

  21. Olá Kaila
    Como sempre arrasando no post!
    Amo suas palavras, abençoadas e reflexivas sempreeee fazem a gente pensar.
    Acho que siiiiim na adolescência essa batalha interna se faz presente em muitos casos e ocasiões.
    Com o passar do tempo vamos dando o devido valor ao que realmente importa.
    Minha irmãzinha diz que queria estar sempre despenteada porque significa que ela se divertiu muito ou ganhou cafuné rsrs
    Como vc bem disse: singularidade 😉
    Excelente fds pra ti e todos aí
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    1. Sim, o amadurecimento nós faz mais fortes nessas horas. Se todos nós fossemos iguais, qual graça teria, né? Fico feliz por você ter gostado, viu? ❤

  22. Aceitação de si mesmo é muito importante. Houve uma época em que não me aceitava e tentava me moldar aos outros. Algo totalmente errado e que só me fez mal. Hoje em dia vivo a vida como acho que tenho que viver.
    Ótimo post!

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    1. Não tem nada melhor, né? É libertador!

  23. Amei!! Já passei por isso e tudo mudou (e principalmente, melhorou) quando passei a me aceitar. Percebi que todos ao meu redor me aceitaram também, com erros e acertos. Arrasou no post! Bjs

    http://www.mayaravieira.com.br

    1. Sim, a aceitação transforma nosso universo! Fico muito feliz por você ter gostado. ❤

  24. Mais essa menina arrasa né Brasil hah Amei o post e realmente a aceitação vem em primeiro lugar, sem ela, ficamos perdidos. Xeruh lindaa

    http://www.kleidenaira.com.br

    1. Obrigada linda! Fico extremamente feliz por você ter gostado. ❤

  25. Acho que a gente só aprende a ser feliz de verdade quando consegue se aceitar, e não é uma tarefa fácil, precisa de muita maturidade pra isso (e ainda assim, certamente com recaídas né?). Adorei a reflexão!

    Beijos
    Mari Dahrug
    http://www.rabiskos.com.br/

    1. Sim, com o tempo vamos ficando mais fortes, mas impossível não ter momentos de fraqueza. Fico feliz por você ter gostado! ❤

  26. Oi Kaila!
    Adorei seu post. Eu sempre me senti um peixe fora d’água e quando era adolescente isso me incomodava bastante. Foi só quando deixei de dar valor à opinião das pessoas que me senti livre para ser quem eu era.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    1. A adolescência é a pior fase, né? Depois que sai da escola tudo melhorou, pude ser eu de verdade.

  27. Achei o texto maravilho! É muito importante aceitarmo-nos a nós mesmos <3
    Um grande beijo

    1. Que bom que gostou Adriana, fico muito feliz! ❤

  28. OI, tudo bem??
    Que texto mais amorzinho <3
    Me sinto assim várias vezes e esse texto vai me ajudar <3
    beijos
    http://www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    1. Oi Ana, tudo bem e você? Fico feliz por ter te ajudo de alguma forma. ❤

  29. Cesar Augusto says: Responder

    Amei o post aceitação é tudo.

    1. Que bom que gostou, fico feliz! ❤

  30. Belo texto! Acho que todos já passaram por isso um dia, de formas diferentes. Vejo que devemos nos aceitar e amadurecer a ponto de aceitar as diferenças dos outros. Todos temos uma beleza interior e é isso que importa ser mostrado!

    1. Pois é, penso exatamente assim! ❤

  31. Amei o texto moça … Muito bom mesmo… usou muito bem as palavras.
    Precisamos nos aceitar como somos, independente da situação ou do momento… Fases ruins todos nos passamos … Ah, e as pessoas não precisam nos aceitar, e sim respeitar.

    1. Fico muito feliz por você ter gostado, viu? ❤

  32. Em pensar que teve uma vez que um garoto me disse que eu tinha que mudar meu jeito, se não iria terminar sozinha, porque eu era muito infantil e blá blá blá. Tadinho. Bati o pé e falei comigo mesma “Não vou mudar meu jeito por ninguém, eu sou assim, aceite quem quiser” e sigo assim até hoje, hahaha! Obvio que amadureci um pouco mais, mas não mudei meu jeito. Porque o meu jeito é meu, ninguém vai ter um jeito igual, cada um tem seu jeitinho né? Enfim, adorei o post!

    1. Bobeira quem muda por causa da opinião alheia, acho que isso tem que partir de nós. Fez o certo! ❤

  33. Ahhh adorei esse post <3 Soube falar direitinho sobre isso. Acho que todo mundo passa por esse período, ou mesmo lida com isso todos os dias. Temos essa "mania" muitas vezes de nos importarmos com o que os outros vão pensar, e acabamos não nos aceitando como deveríamos. É muito bom quando percebemos que aquelas coisas que ontem nos incomodavam, hoje já nem lembramos mais de reparar <3

    Beijos!

    Letras na Gaveta

    1. Sim, o tempo leva tudo, até essa negação. Fico muito feliz por você ter gostado! ❤

  34. Amei você ter frisado que nossas particularidades nos fazem únicas e que devemos ama-las, infelizmente muita gente – e eu me incluo no pacote – acaba tentando mudar as características que lhes torna diferentes do que evidencia-las 🙁

    1. Aproveite que você conseguiu observar isso e não repita mais, você é unica por ser quem es! ❤

Deixe uma resposta