Já trabalhei?

Sinto que várias coisas mudaram nos dias de hoje, principalmente com os jovens. Por mais que muitos trabalham, já ganhe seu próprio dinheiro, muitas pessoas só estão lá por causa do salário, enrolam o maior tempo que conseguem e se puder ficar todo o expediente no celular, eles ficam. A maioria não pensa em crescer com a empresa e aprender por onde passa.  Sempre gostei de ter minhas responsabilidades, de me manter ocupada, sabe? Nunca gostei de cabeça parada! Já cheguei a estudar de manhã, trabalhar a tarde e fazer curso todo sábado, só tinha o domingo livre e eu amava.

Sempre ajudei meus pais, minha mãe sempre trabalhou com coisas em casa e já moramos em um sítio por 5 anos, então sempre gostei de ajudar ela. Nunca liguei para o tipo de serviço, já trabalhei em lanchonete, loja elétrica e de manicure. E eu amava todos os meus trabalhos! Porque nunca levei nenhum como obrigação, sempre desfrutei de todos para ser uma pessoa melhor.

Meu último serviço foi em uma loja de elétrica, fiquei trabalhando por lá por 8 meses, tive que sair pois ganhei uma bolsa em um curso técnico e achei que era o melhor para mim. Nessa loja aprendi a ser mais comunicativa e a lidar com pessoas, quando era criança sempre quis trabalhar com comércio, então, eu amava vender os produtos da loja, mesmo que eu não entendesse nada de parte elétrica.

Ah, lembra que contei que morei no sítio por alguns anos? Eu amava animais, então não me importava nem um pouco em ajudar meus pais. Fazia de tudo! Bom, que eu conseguia, né?

Minha paixão pelo universo feminino surgiu quando eu era bem novinha, quando eu tinha uns 11 anos. Minha maior alegria foi quando minha mãe abriu um salão de beleza, ele era meu paraíso. Não ligava de ser cobaia da minha mãe, tudo que ela estudava e conhecia testava em mim e eu amava usar todos os produtos do salão. Além de ser cobaia da minha mãe sempre ajudei ela com as clientes, fazia progressiva, hidratações e unhas. Fiquei completamente apaixonada por esse mundo a partir daí.

Minha família também teve uma lanchonete, outra paixão minha sempre foi cozinhar. Amo fazer coisas novas e hoje o Gu que é minha cobaia e experimenta todas minhas maluquices na cozinha. Nessa época da lanchonete, só minha família e mais um funcionário trabalhava, então eu e minha irmã atendia as mesas, o telefone e ajudávamos na cozinha. Foi uma época bem gostosa também, porém tinha serviço a beça.

Com todas essas minhas experiencias aprendi e passei por muita coisa, em todos os serviços que já tive tirei bom aproveito e me tornei uma pessoa melhor. O importante é não levar seu serviço como uma obrigação e sim um aprendizado, todos os dias eu tentava ser melhor, atender as pessoas melhor, aprender mais sobre produtos e sobre as coisas da cozinha. Sempre soube me divertir no serviço, apesar da pressão!

Acho que todo serviço é bem vindo, pois é um aprendizado! Não mudaria nada no meu passado em relação a isso, sempre gostei de me sentir útil e prestativa, quanto mais ocupada eu ficava, mais eu gostava. A melhor coisa é fazer as coisas com amor!  E você, já trabalhou?

5325074728_116230b4ca_o

Espero que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post! <3

59 Comment

  1. Que legal ler isso!
    Eu trabalho desde os 20.
    Antes meus pais n deixavam, queriam que eu estudasse.
    Trabalho num hospital há 9 anos e apesar de alguns perrengues, gosto demais!
    Trabalho na parte administrativa pq sangue né cmg n!
    kkkkkkkkkkkkkkk

    Hoje faço faculdade e se Deus qser daqui uns anos vou trabalhar na minha área!

    Bjooos

    1. Que legal você compartilhar isso por aqui. <3
      Sempre trabalhei com meus pais, então era mais fácil. Porém tira hora e eu recebia um pagamento, sabe?
      Meu trabalho mesmo com um patrão foi na loja que citei e eu amava, mais era um lugar que tinha muita pressão sabe? Tentei fazer técnico de enfermagem, mais acho que não iria conseguir ver muita coisa, sabe? Quero muito fazer faculdade mais pra frente, vamos ver! Desejo toda a sorte do mundo pra ti nessa caminhada. <3

  2. Eu trabalho desde que me entendo por gente e acho super válido, Nem é tanto pelo dinheiro, mas por se sentir útil em algo, estar ocupada, estar crescendo. Adorei o texto!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    1. É a melhor coisa, comecei a trabalhar nessa loja de materiais elétricos porque eu estava com a cabeça muito parada e foi uma motivação para mim. Eu amava estar lá! Hoje o blog é meu hobby, mais passo horas me dedicando nele. Então é como se fosse meu trabalho! Fico feliz por você ter passado por aqui e gostado, viu? Um super beijo. <3

  3. Sim já trabalhei e continuo trabalhando. rs
    Sou a famosa “dona de casa”… trabalhar por si e pelos outros não é fácil, mas né…é o que tem pra hoje. rs

    Bjim…
    blog Usei Hoje
    Instagram | Twitter | Fan Page

    1. Fico feliz por estar compartilhando isso comigo! Hoje cuido da casa e do blog. <3

  4. Minha única experiência com trabalho foram somente estágios mesmo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    1. Já fiz estágio quando fazia técnico de enfermagem também e foi uma das coisas mais complicadas pra mim! Porém, vale a experiencia. <3

  5. Isso o que você disse, das pessoas só pensarem em ganhar o salário, está super certo!
    Eu comecei a trabalhar com 18 anos, na terceira empresa que eu estava, acabei ficando amiga da minha chefe que sempre me aconselhou quanto a isso. Que um chefe sempre olha pela disponibilidade da pessoa em crescer com a empresa e em sempre aprender sobre o que está acontecendo.
    Eu trabalhei em shopping por quase dois anos e amava, mas, infelizmente, eu precisei sair para estudar. Acho que trabalho está aí mais para nos ajudar a ser uma pessoa melhor do que em ganhar dinheiro, já que de um jeito ou de outro, uma hora o nosso trabalho sempre vai nos confrontar em algo.

    Adorei o post!

    Beijos,
    http://www.rodoviadezenove.com.br

    1. Fico muito feliz por você ter gostado Lolla! No meu ver, vale bem mais a pena se dedicar, se esforçar, ver a empresa crescendo e você também. Porque quando a gente pega o salário é bem mais gratificante do que ver alguém te pagando por pagar e não te valorizando, sabe? É muito gratificante ver que seu patrão está satisfeito. Cresci muito como pessoa e pretendo sempre continuar crescendo! <3

  6. Ótimo post Kaila! Adorei, realmente trabalhar nos faz crescer como pessoal, desde de cedo é ótimo adquirir responsabilidades e experiências.Desde cedo me virava para conseguir tudo que eu queria e precisava, e isso me tornou uma mulher responsável e digna.

    Adoreei!

    Beijos da Nati
    http://www.oxifalei.blogspot.com.br

    1. Fico muito feliz por você ter gostado do comentário! Realmente, o trabalho passa a nós ajudar muito quando a gente o vê com bons olhos e como um aprendizado. Eu amei ter minhas experiencias e pretendo ter bem mais. <3

  7. O trabalho edifica o homem, comecei aqui na empesa na produção, montando placas e hoje estou no escritório. Pretendo estudar mais e quero muito mais. São etapas maravilhosas da vida de crescimento e conhecimento.
    Charme-se

    1. São mesmo! Obrigado por compartilhar sua experiencia por aqui. <3

  8. Se toda a gente fosse assim estávamos muito melhor e éramos certamente sempre bem atendidos! 🙂
    Tanta experiência certamente deixou-te mais crescida e experiente. 🙂 Beijinhos

    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    1. Sim, me ajudou demais! <3

  9. Concordo com você, aprendi muita coisa com todos os trabalhos que já tive. Eu comecei a trabalhar bem cedo, com 16 anos já dava aulas particulares em casa e desde então, nunca mais parei.
    Beijos

    1. É a melhor coisa, né? Eu adorava trabalhar. Desde cedo comecei trabalhar com meus pais, meu trabalho mesmo foi em uma loja de elétrica e eu tinha 15 anos! Eu achei que foi uma das melhores experiencias que eu tive. <3

  10. Faz parte do nosso crescinento, não importa o setor, onde trabalhamos, nos enriquece!

    Beijos!

    EsmaltadasdaPatyDomingues

    1. Sim, por isso devemos nos dedicar independente do lugar que estamos! <3

  11. ótimo texto! Eu demorei arrumar meu primeiro emprego foi com 20 anos, trabalhei mais pela grana tbm, a área não era totalmente a minha na época da facul até que eu desisti e comecei a estudar pra concurso, agora luto pelo meu futuro espero que seja grandioso <3
    bjoka http://diadebrilho.com

    1. E vai ser, basta você correr atrás! Te desejo muitas energias positivas nessa caminhada. <3

  12. Olá Kaila, adorei o post!!

    Trabalho desde os meus 23 ou 24 anos e também já trabalhei em tudo.. eu até prefiro assim pois, teremos conhecimento em diversos setores. Neste momento estou no trampo mas, tiro umas horinhas do dia para olhar e-mail e responder no blog. 🙂

    Um beijo,

    http://www.purestyle.com.br

    1. Oi Fer, fico feliz por você ter gostado! Meu primeiro emprego foi com 15 anos, eu amei trabalhar em diversas coisas, pois todas elas foi um aprendizado pra mim. <3

  13. Só tive um emprego até agora, aprendi muito lá e também não gostava de ficar fazendo nada, queria sempre estar fazendo alguma coisa.
    Quando eu era pequena também adorava ajudar nas lojas das minha tias, sempre gostei de vender coisas xD
    Adorei o texto!!

    Beijoos
    Yanna Karim

    1. Odiava ficar parada também, sempre aprontava alguma. Colocava mais coisas no estoque, mudava as coisas de lugar nas prateleiras, limpava e as horas voavam.. Foi um aprendizado e tanto! <3

  14. Concordo com você ganhei tanto experiencia com todos meus trabalhos, infelizmente estou parada no momento a procura de estagio. Adorei o post!
    Migaa fica com deus ta um beijo da Juh Margarida!
    juizo no corpo e na alma! A nao se esqueça de vim me ver ok:
    http://www.politicamenteincorreta.com

    1. Fico feliz por você ter gostado!!! <3

  15. This is so inspiring! I love the post:)

    irenethayer.com

    1. Thank you! <3

  16. eu tbm sempre amei todos os meus trabalhos, a gente além de trabalhar com vontade tem que gostar ><
    http://geoaraujoand.blogspot.com.br/

    1. Fico feliz por você ter gostado Geo! <3

  17. Gostei muito do teu texto!
    Concordo plenamente com tudo o que disseste! Tenho 21 anos e sempre trabalhei, gosto de ser independente, de poder ajudar em casa de uma forma ou de outra. Já cheguei a distribuir jornais (levantava-em às 3h30 da manhã, por vezes só dormia 4h e depois ia para a escola. Não é fácil, mas como voce disse, são experiências que nos tornam pessoas melhores, e que nos fazem aprender coisas importantes da vida.

    Um beijinho!
    http://un-faux.pas.com

    1. Fico feliz por você ter gostado Sara! Obrigado por compartilhar suas experiencias por aqui. Não deve ter sido nada fácil, porém tenho certeza que você aprendeu demais com tudo isso! <3

  18. Eu comecei trabalhar só com 18 anos, mas confesso que no inicio era por causo do dinheiro, conforme fui envelhecendo e amadurecendo encontrei meu caminho e minha vocação.

    Dani Ramos
    http://www.donaengenhosa.com.br

    1. Fico feliz por você ter se encontrado Dani, não há nada melhor do que trabalhar com o que gosta! <3

  19. Acredita que eu comecei a trabalhar com 14 anos? Fiquei no mesmo emprego até os 20. Adorava trabalhar. Estudava na parte da manhã, trabalhava a tarde e ajudava minha mãe a noite. Depois que terminei o ensino médio, fazia tecnico na parte da manhã e continuei lá na tarde. Fez muito bem para o meu desenvolvimento.
    Adorei o texto.
    Beijinhos ❤
    http://www.alecanofre.com/
    https://www.youtube.com/alecanofremakeup/

    1. Fico feliz por você ter compartilhado sua experiencia comigo! Que história linda Ale, não deve ter sido fácil começar a trabalhar tão cedo, porém sei que você aprendeu muito com essa etapa da sua vida. Te desejo muitas coisas boas! <3

  20. Adorei a postagem, acho que não importa o trabalho, temos que nos dedicar muito. Se não gostar do trabalho, é simples. Basta não embarcar nessa.

    ✯ Instagram ✯♮​✯ Blog Eu Sendo Assim ✯✯ Fan Page ✯

    1. É isso mesmo Rafael! Fico muito feliz por você ter gostado. <3

  21. Perfeita reflexão! Independente do trabalho que fiz, fiz com muito amor. Acho que o amor é o segredo para boa convivência, nem sempre teremos o que esperamos, mas se fizermos bem feito chegamos lá, aprendemos muito e fazemos fazer a pena o que temos.

    Beijos.

    Blog Jovens Mães

    1. Que comentário cheio de amor, Bru! Eu penso exatamente assim, acho que tudo que vamos fazer precisamos depositar muito amor. Só assim as coisas fluem bem! <3

  22. Eu trabalho desde que completei 18 anos. Parei agora pq tive filho mas já tô voltando a ativa na semana que vem. Não aguento ficar em casa não, não nasci pra isso, fico estressada rs’
    Hoje lá no blog tem resenha de um batom bafo da Bruna Tavares! Beijos e bom final de semana <3

    Blog | Facebook | Instagram

    1. Nossa, deve dar uma dó deixar o baby agora né? 🙁

  23. Que texto lindo Kaila! Infelizmente é a realidade dos dias de hoje, alguns dos jovens principalmente não levam o trabalho muito a sério e estão lá só pelo salário mesmo, cansei de passar em lojas e ser mal atendida pois o celular chamava mais atenção ou por algum motivo o vendedor não estava em seus dias bons e quis descontar no cliente. Mas uma coisa você falou é verdade: “Não leve como obrigação e sim como aprendizado” levarei isso para a vida! Também amo conhecer e aprender coisas novas, me esforçar no que faço e tentar deixar tudo caprichado. Amei demais a sua história.

    Beijos da Josi ❤ | Para Sempre Julieta

    1. Que comentário incrível Josi, não sabe como fico feliz e grata quando recebo comentários assim! <3
      As pessoas pensam em melhor tantas coisas que esquecem que precisamos primeiramente nós abrir para as mudanças e se encher de coisas boas. Só assim as coisas fluem bem, sabe? Se você é uma pessoa com pensamentos positivos vai querer levar isso para onde você for, é assim que eu tento me sentir. <3

  24. Oi, Kaila. Tudo bem?

    O que acontece as vezes, é que muitas pessoas necessitam trabalhar e sustentar a casa e pegam qualquer coisa para isso. Nem sempre as pessoas tem o dom pra tal coisa, ou não gosta de outra. Eu posso dizer que já fiz parte de ambos lados.

    Sinceramente, acho muito cansativo e desgastante quando se trabalha com algo que tu não gosta. Entendo que devemos gostar e estar grato por ter um trabalho. Mas tudo muda quando fazemos o que realmente amamos. Vejo isso agora, com o blog e o curso que fiz.

    Enfim. Adorei saber teu ponto de vista.

    Beijos,
    http://www.gabydahmer.com

    1. Oi Gaby, tudo e por aí? Sabe eu não gostava de materiais elétricos ou de estar atrás de uma chapa de lanche, porém se eu sempre pensasse assim por não ser meu emprego favorito não iria ter aprendido ou amadurecido tanto, sabe? Hoje sou realizada com o blog, apesar de não ter renda, considero ele meu trabalho. É o que eu gosto de fazer, porém todas as experiencias que tive me fizeram chegar até aqui, hoje sou muito mais confiante, sei o que é ter responsabilidade com o serviço e sei falar mais com as pessoas, coisas que eu tinha muita vergonha de fazer. Fico feliz por você ter gostado do meu ponto de vista! =)

  25. Menina, com esse pensamento e atitude vc vai longe!
    Já trabalhei e mto, agora casei e por incrível que pareça “estou” dona de casa por opção, uma coisa que nunca imaginei que fosse ser já que trabalhei em empresas grandes como Coca-Cola e Banco do Brasil, e admito que estou gostando dessa vida de Amélia rsrs, mas tbm não fico parada, sempre estou fazendo algo 😉
    Um bjo
    http://www.armariodemoca.com.br

    1. Que comentário mais amor! Hoje também cuido da casa e do blog e tento sempre me ocupar ao máximo, não gosto de ficar parada e sempre invento algo novo para fazer. Gosto dos serviços de casa também e passo horas aqui no blog. <3
      Obrigada por compartilhar um pouquinho da sua vida por aqui.. <3

  26. Gabriela Mayer says: Responder

    Que texto mara! Tenho a mesma perspectiva de muita gente que trabalha por obrigação, eu não trabalho de carteira assinada, mas só de limpar a casa também podemos considerar trabalho, né? haha Acho que tudo que fazemos temos que fazer com amor, e como você disse, tudo conta como aprendizado também.

    Beijão
    http://www.perigosasgarotas.com.br/

  27. Oiii Kaila! Eu ainda não comecei a trabalhar, tenho 17 anos e por aqui onde eu moro não tem tanta oportunidade para menor aprendiz :/ mas eu sempre fui de comprar roupas pra vender aqui na vizinhança! Amei o seu blog *-*

    ***Beijokas -Hellen Barros.

    Apenas Giz | Sorteio No Blog

    1. Fico feliz por você ter gostado do meu cantinho, espero te ver sempre por aqui! <3
      Eu entendo como é, na minha cidade também tem poucas oportunidades. Consegui o emprego na loja porque minha mãe trabalhava nela, se não eu não iria ter entrado. Cada um tem um caminho e na hora certa sei que vai aparecer um emprego certo pra você, espero que me conte essa nova etapa, viu? Hahhaha <3

  28. Fico feliz que tenha gostado das minhas unhas, em breve postarei mais 😀
    Beijinhos

  29. Amei o seu post, super me identifico com posts assim. Gostei muito da sua sinceridade e principalmente humildade, hoje em dia vejo muito os jovens querendo escolher serviços e já você, nunca se importou tanto com o tipo de trabalho que teve de exercer.
    Agora é minha vez de contar um pouquinho do que também já fiz… meu pai é agricultor e pecuarista, desde pequena eu tinha que ir para a roça com o meu pai, para dirigir o trator e colher alimentos. Eu gostava muito do que eu fazia, só que quando eu fui crescendo, fui ficando com vergonha de ir para a escola com as mãos encardidas de nódoa e com as unhas pretas, enquanto as minhas amigas sempre iam com as unhas bonitinhas e ficavam as vezes olhando para a minha mão com menosprezo. Depois que minha irmã nasceu, eu quem ficava em casa com ela, cuidava dela e cuidava da casa. Quando eu estava no ensino médio, fiz estágio em um colégio, aonde eu ajudava uma professora a cuidar dos bebês. Quando eu tinha 17 anos eu tive sorte e comecei a trabalhar em um escritório, trabalhava o dia todo e fazia faculdade a noite. Depois disso, já trabalhei em mais dois escritórios e hoje aos 22 anos, sou formada e sou gerente de um escritório de contabilidade.
    No escritório onde eu trabalho, é norma interna da empresa, não pode mexer em aparelho celular em horário de trabalho. Mas mesmo assim, me estresso com a indisposição de certos funcionários e além de fazer o meu trabalho, tenho que ficar dizendo o que cada pessoa tem que fazer, sendo que elas não procuram serviço para fazer e ficam conversando o tempo todo, o que acaba tirando a concentração dos demais funcionários e não coopera com o rendimento do meu serviço também.
    Vejo também que as pessoas não se importam muito com a empresa, por serem apenas funcionários, não contribuem com a questão da organização, não contribuem com o atendimento telefônico e não contribuem com a prevenção de gastos. Infelizmente parece que as pessoas ainda não cresceram e precisam que tenham uma “mãe chata” toda vida para informar o que devem ou não fazer.

    Desculpa o desabafo, mas é simplesmente como você disse, as pessoas parecem estar desinteressadas.
    Parabéns pelo post!! Beijinhos 😀

    1. Essa é a pior coisa que tem, sei muito bem como é. Sempre fui uma pessoa que gosta de ser muito focada em tudo que faz, então independente do serviço eu queria fazer ele crescer e crescer com ele, sabe? Quase ninguém pensa assim mais, uma coisa que não sai da minha cabeça e me deixa bem inconformada, no próprio universo dos blogs isso começou acontecer, tantas meninas recebem coisas de marca e nem se interessam em mostrar, em agradar a marca, muito pelo contrário, elas ainda pedem mais coisas, na cara dura e não dá a atenção devida sabe? Isso acho que está tirando um pouco do valor dos blogs, acontece que as pessoas são muito egoístas, enquanto elas estão ganhando, está tudo bem, elas não precisam se esforçar. É bem triste!

  30. susany oliveira says: Responder

    Desde criança eu sempre dava um jeito de fazer dinheiro rsrs. Vendi doces na escola, tapioca e trufas. Fiz um curso de manutenção de computadores e trabalhei por conta propria por um tempo até conseguir um emprego de carteira fichada. Foram muitas experiencias e cada uma delas me ensinou muito e só percebi isso depois que eu tive que sair do emprego e me mudar para começar a faculdade.

    1. É sensacional o aprendizado que essas experiencias nos proporcionam, mesmo que tenha precisado deixar o emprego para se focar na faculdade o aprendizado que ele te proporcionou nunca vai sair de dentro de você! ❤

Deixe uma resposta