A família aumentou..

Tivemos uma grande alegria na nossa casa quando o Bart entrou para a nossa família, para quem não sabe ele é um pequeno shit zu que participa da nossa vida há menos de um ano. Quando nos mudamos a gente tinha nos nossos planos ter um cachorrinho mas, não esperávamos que iria ser tão cedo. Uma das coisas que me surpreende muito na nossa relação é que tudo se realiza no tempo certo, sem a gente planejar.

12109095_820047111441510_2015591046908734077_n

Sempre quis adotar um cachorro, porém é difícil demais achar um shit zu mesmo que não seja puro em lugares que podemos adotar. Desde o começo essa sempre foi a raça que os dois queriam ter, o Gu já convivia com um na casa dos pais dele e mesmo pensando em adotar tínhamos certeza que essa era a raça que a gente queria. O Bart chegou com menos de 1 mês e passamos por uma fase de medo por não saber nada além de que ele deveria comer e beber água. Então se você também quer um companheirinho e não sabe como cuidar dele, continue lendo esse post. 🙂

A primeira coisa que se deve pensar é na vacinação, que é totalmente importante independente da raça do seu cachorro. Se você tem ou conhece a raça shit zu sabe que eles precisam de cuidados especiais, é sempre importante dar banho e cuidar das tosas, pela quantidade de pelo que eles possuem é essencial deixar eles limpos e escovados.

13617563_963036720475881_132870464_n

Ficar sempre atento se ele está com pulgas ou carrapatos, como eles tem muito pelo é difícil a gente ver. Isso aconteceu com o Bart, quando nós vimos ele estava lotado de carrapatos e está sendo complicado para poder cuidar dele. Outras coisas são os fungos, um dos cuidados mais especiais dessa raça, eles são propensos a ter fungos e isso piora se o seu cachorro fica molhado, o Bart passou e passa por isso quase todo mês e além de surgir uma ferida bem feia nele é totalmente ruim para o cão e para o dono cuidar.

13624662_963036630475890_2060984769_n

E uma das coisas básicas que tem que ser especial é a comidinha dele! As vezes compramos uma ração pelo valor e porque é difícil cuidar das contas da casa, sei que é importante economizar porém, precisamos pensar que é a única coisa que nosso bichinho vai comer, então comprar uma ração que tem todos os nutrientes que ele precisa e que vai fazer bem a ele é fundamental.

O Bart foi uma das melhores escolhas que a gente fez, não me arrependo um segundo sequer de ter escolhido cuidar daquela miniatura que eu vi e me escolheu. Não imagino mais esse apartamento sem suas bagunças, sem suas sujeiras e sem suas crises de mordidas. Não imagino acordar e não vê-lo. Não imagino passar o dia sozinha sem a companhia dele. É como um filho para mim e sempre vai ser!

13479226_963036530475900_166138082_n

Espero que vocês gostem, um super beijo e até o próximo post!

 

4 Comment

  1. Ai, que coisa mais lindona! Tenho um da mesma raça e adorei as dicas emitidas. Alertas fundamentais! O meu Flocos teve a doença do carrapato há pouco tempo, demoramos de visualizar os carrapatos nele justamente pela questão do pelo. Atualmente sempre estamos checando, depois do grande susto. Foi uma fase terrível, mas ele está bem e alegre agora – ainda bem! Nada melhor do que sentir que nossos ‘filhos’ estão sendo bem cuidados, não é?

    http://WWW.SEMQUASES.COM

    1. Não há nada que pague ver eles felizes e correndo pela casa, é como filho mesmo. <3
      Adorei que passou por aqui e deixou um comentário cheio de carinho, espero que passe mais por aqui. Um super beijo!

  2. Que liiiindo! Muito importante esse afeto até porque criamos uma ligação muito forte com os animais, não tem como explicar, essa troca sim é verdadeira né?

    Muito fofo o Bart ♥
    Beijocas!!
    casalbeebe.blogspot.com

    1. Como é verdadeiro, ele sim é nosso companheirinho de todas as horas. O que eu acho mais incrível é a habilidade deles de perceber como nós estamos é muito lindo ver eles do jeito deles cuidando da gente, sério não imagino mais essa casa sem ele. Muito obrigada pelo seu comentário, passe mais por aqui viu? um super beijo!

Deixe uma resposta